Home - Educação - José Carlos Alexandrino diz que Carta Escolar deixada pelo anterior executivo era para “projetar o passado”

José Carlos Alexandrino diz que Carta Escolar deixada pelo anterior executivo era para “projetar o passado”

José Carlos Alexandrino deu o exemplo concreto da construção do Centro Escolar de Nogueira do Cravo (CENC), alegando que apesar de os vereadores do PSD – Mário Alves tem vindo a insurgir-se contra aquele projeto – considerarem o investimento “um disparate”, o futuro demonstrará que “é a melhor solução e a que melhor defende os interesses das crianças e das famílias”.

Criticando a carta escolar que herdou do anterior executivo, o autarca eleito pelo PS, que na quinta-feira, dia 11, deu uma conferência de imprensa para fazer o balanço do seu primeiro ano de mandato, não teve dúvidas em afirmar aos jornalistas que “a carta educativa é para projetar o futuro e não para projetar o passado, como foi feito”.

Sustentando que o CENC “é uma solução melhor do que aquela que preconizava a carta escolar, que previa a construção de salas dispersas em escolas que, neste momento, já estão encerradas”, Alexandrino diz que a obra que está em causa foi adjudicada por um milhão e quarenta e cinco mil euros – o preço base do concurso público era de 1 663 000.00 euros – e deverá receber uma comparticipação de 968 mil euros.

Feitas as contas, o presidente da câmara diz que dos cofres do município – já contando com a aquisição de equipamentos – deverá sair uma verba que ronda os 150 mil euros. “Isto é a capacidade de negociar e de ter uma visão de futuro para a educação e para o investimento camarário”, referiu.

O presidente do executivo oliveirense criticou ainda os seus antecessores por não terem aproveitado as verbas colocadas à disposição dos municípios, no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), relativamente à ampliação que, no ano passado, foi efetuada na escola do 1º Ciclo de Ensino Básico de Oliveira do Hospital. “No ano de abertura já não alberga os alunos do 4º ano… dever-se-ia ter optado por um centro educativo moderno, feito com verbas do QREN.

Outros concelhos fizeram esta escolha e, muito bem, aproveitaram, tal como nós estamos agora a fazer”, disse o autarca.

 … notícia relacionada

LEIA TAMBÉM

PJ detém suspeita do incêndio que matou idoso em pensão de Coimbra

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, hoje, uma mulher, de 47 anos, em Coimbra, pela presumível …

GNR deteve traficante de estupefacientes no concelho de Oliveira do Hospital

A GNR deteve ontem um homem de 32 anos por tráfico de estupefacientes e posse …