Home - Região - Oliveira do Hospital - Jovem do PC acusa José Carlos Alexandrino de o ter chamado gordo em frente dos colegas do Conselho Municipal da Juventude
Jovem do PC acusa José Carlos Alexandrino de o ter chamado gordo em frente dos colegas do Conselho Municipal da Juventude

Jovem do PC acusa José Carlos Alexandrino de o ter chamado gordo em frente dos colegas do Conselho Municipal da Juventude

O representante da Juventude Comunista no Conselho Municipal da Juventude da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, João Cruz, não se conforma com a atitude do presidente da autarquia na última reunião daquele órgão. O jovem, de 22 anos, garante que o autarca chegou já com a reunião em curso e aparentemente não terá gostado da forma como ele estava a questionar certas atitudes tomadas por aquele órgão, como a necessidade da utilização do cartão de cidadão para votar nas propostas do orçamento participativo jovem.

“Eu queria propor um novo ponto à mesa (no caso a votação do orçamento participativo jovem que, no meu entender, ilegalmente obrigou a apresentação do cartão de cidadão) e o vereador Nuno Ribeiro disse que iríamos discutir esse assunto no ponto três. Foi quando entrou o presidente e perguntou ao vereador o ponto da situação. Quando ficou a saber que eu pretendia levar mais um ponto à discussão, disse que não colocava nada e que se queria fazer alguma coisa que fizesse queixa na Comissão de Análise Técnica ou no tribunal. Foi quando lhe disse que os jovens não eram marionetas, ao que ele respondeu que eu era demasiado pesado para ser marioneta e foi embora. Por outras palavras chamou-me gordo em frente a todos os meus colegas. Não me parece uma atitude digna de um presidente de Câmara”, explicou ao CBS.

Esta atitude do autarca levou João Cruz a interpelar José Carlos Alexandrino na última Assembleia Municipal: “O sr. Presidente chamou-me gordo, mas se sou gordo não é às suas custas”, referiu o jovem em pleno plenário. O autarca justificou-se da sua atitude porque João Cruz estava a monopolizar o tempo e a aborrecer os colegas. “Muito deles chegaram ao final e disseram-me que enquanto o senhor estivesse presente não voltariam a participar”, explicou José Carlos Alexandrino.

O CBS ouviu alguns dos elementos daquele órgão que consideram que na realidade “João Cruz fala muito”, mas que nada justifica aquela resposta por parte do presidente da autarquia. “Mas enerva-se muito, como se enervou quando um colega lhe chamou a atenção para o facto do conselho Municipal da Juventude ter sido criado pela Juventude Social Democrata, coisa que ele aparentemente não sabia”, confessa um elemento, que não se mostra muito receptivo a futuras participações, não por João Cruz falar muito e ocupar algum tempo, mas sim porque nada se decide ali. “Há é falta de cultura democrática e educação de quem devia dar o exemplo”, remata João Cruz.

LEIA TAMBÉM

Francisco Rodrigues classifica a sua candidatura à CM de Oliveira do Hospital como “a afirmação da verdade na acção política”

O candidato à presidência da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital pela coligação PSD/CDS considera …

Concelho de Oliveira do Hospital já vacinou 752 pessoas maiores de 80 anos na actual fase de vacinação

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital assegurou que até ao dia de …