Home - Arquivo - Lusa, o emblema brasileiro da comunidade portuguesa em S. Paulo, comemora hoje 100 anos

Lusa, o emblema brasileiro da comunidade portuguesa em S. Paulo, comemora hoje 100 anos

A Associação Portuguesa de Desportes, o emblema fundado e ainda o mais representativo dos emigrantes portugueses em São Paulo, no Brasil, comemora hoje o seu centenário. O clube surgiu em 14 de Agosto de 1920, através da fusão de cinco instituições já existentes: Luzíadas Futebol Club, Associação Atlética 5 de Outubro, Sport Club Lusitano, Associação Atlética Marquês de Pombal e Portugal Marinhense. O pedido de filiação da Portuguesa, como é carinhosamente conhecida, à Associação Paulista de Esportes Atléticos (APEA) foi deferido no dia 2 de setembro de 1920, mas como não havia mais tempo para a inscrição no campeonato daquele ano, a Portuguesa fundiu-se com o Mackenzie, já inscrito, e participaram juntos do campeonato de 1920. O clube recebeu a visita dos ex-presidentes da República portuguesa Jorge Sampaio, Mário Soares e da figura do antigo regime Cardeal Cerejeira.
.
Em 1923, a Associação Portuguesa de Esportes desligou-se do parceiro e passou a disputar jogos com sua nova denominação. E, em 1940, recebeu o actual nome Associação Portuguesa de Desportos. A partir desse momento, o clube teve vários palcos, mas em 1956, com a gestão de Luiz Portes Monteiro, a Portuguesa adquiriu o atual espaço do Canindé, local que havia sido usado pelo São Paulo Futebol Clube e vendido a família de Whadi Sadi, conselheiro do SPFC. Assim nascia o sonho da construção de um estádio próprio. Esse feito seria concretizado em 1972, com a inauguração do Estádio Independência, atual Dr. Oswaldo Teixeira Duarte, o famoso Canindé. Em 1957, já como Festa Junina (São João), levando referência também a Santo Antônio e São Pedro, os festejos que a comunidade portuguesa realizava anualmente, passaram em definitivo para o Canindé onde fazem sucesso até hoje.
.
No final dos anos 1970, o estádio recebeu o terceiro anel e por ali passaram alguns nomes famosos do futebol brasileiro. Entre eles Ivair, Orlando, Ditão e Félix na década de 60, e Enéas, Badeco, Cabinho e Basílio, heróis do título paulista de 1973. Já devidamente instalada no Canindé, a Lusa, como também é conhecida, manteve sua tradição de revelar grandes jogadores, como Edu Marangon, Dener, Zé Roberto e Rodrigo Fabri. Além disso, a Portuguesa, que nos anos 80 chegou a ter 100 mil sócios, também começou a apostar noutras modalidades. hóquei, ciclismo, vólei, basquete e boxe foram alguns dos desportos que se destacaram ao longo dos anos. E a história centenária continua a ser escrita, com a promessa do actual presidente, Antonio Castanheira, da construção de uma Arena nos moldes europeus.

LEIA TAMBÉM

Gouveia com dois novos casos de COVID-19, 11 recuperados e mais uma vítima mortal

O município de Gouveia registou mais dois casos de COVID-19 e mais um óbito. Segundo …

GNR deteve assaltante em Vilar Formoso

A GNR de Vilar Formoso deteve hoje um homem de 35 anos por furtos naquela …