Home - Outros Destaques - MAAVIM entregou novos elementos ao Ministério Público sobre recuperações indevidas de habitações dos incêndios de 2017

MAAVIM entregou novos elementos ao Ministério Público sobre recuperações indevidas de habitações dos incêndios de 2017

O Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndio Midões (MAAVIM) deu entrada com novos elementos no Ministério Público sobre habitações que foram recuperadas e que não se enquadravam na legislação. Alguns desses casos foram denunciados pela CCDR-Ce e agora foram enriquecidos com mais factos e declarações importantes.

Entre os novos dados, o porta voz da MAAVIM destaca, Nuno Tavares Pereira, destaca depoimentos dos últimos moradores dessas alegadas casas de residência. “Que já não habitavam (em alguns casos) há mais de uma década e outras que nem sequer eram habitações”, explica, alertando que um dos casos com novos dados é a conhecida “Casa do Cantoneiro”. “Este é um importante passo para a agilização dos processos relativos aos incêndios de Outubro de 2017, sendo mais importante ainda para as centenas de famílias que nunca receberam qualquer apoio”; sublinha.

Este elemento da MAAVIM refere que, no caso das habitações permanentes, o movimento continua a auxiliar aqueles a quem o apoio foi recusado e há muito deviam ter sido superados. “Não abandonaremos essas famílias, que passados praticamente quatro anos continuam sem a habitação que lhe é devida por direito. Relembramos que embora muito se tenha conseguido alcançar nos últimos tempos, ainda temos famílias em desespero e sem solução à vista”.

Lembrando que a chamada de atenção da MAAVIM, em conjunto com outros intervenientes, permitiu que os apoios à agricultura fossem alargados, que fosse revertida a decisão sobre dezenas de habitações permanentes a quem tinham sido inicialmente vedados os apoios, que foram asseguradas verbas para a indústria com mais prazos e comparticipação, o movimento refere, a terminar, que “falta ainda muita coisa, principalmente na floresta e para os milhares de agricultores que ficaram impedidos de aceder a qualquer apoio”.

 

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital com quatro novos casos de COVID-19

O Município de Oliveira do Hospital registou nos dois últimos dias quatro novos casos de …

Fernando Tavares Pereira denuncia risco de desaparecimento do Centro de Exames de Tábua depois de receber pedido de ajuda

O Candidato à Câmara Municipal de Tábua, Fernando Tavares Pereira, denunciou ontem, que o  Centro …