Home - Outros Destaques - MAAVIM quer saber onde foram aplicados os milhões da ajuda prometida às vítimas dos incêndios de 2017

MAAVIM quer saber onde foram aplicados os milhões da ajuda prometida às vítimas dos incêndios de 2017

O  Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM) questiona hoje onde se encontram os milhões de euros que foram prometidos por vários ministérios e autarquias para a região que foi devastada peças chamas. Em comunicado, aquele movimento coloca várias questões que gostaria de ver respondidas por parte das entidades oficiais e considera que “já passou tempo demais para não se apresentarem as contas”.

A missiva  começa por sublinhar que nunca ninguém disse para onde foram os mais de 60 milhões que a CCDR-C diz ter aplicado no terreno”. “Será isso porque existem habitações que ficaram em mais de 300 mil euros?”, pergunta o porta-voz daquele movimento, Nuno Tavares Pereira, continuando a colocar uma série de questões. “Porque será que ainda existem muitas habitações sem licença de utilização, com as famílias lá a habitar? Qual será o problema legal? Os empreiteiros já receberam? Porque ainda existem dezenas de famílias sem habitação, quatro Verões após Outubro de 2017?”, continua.

Nuno Tavares Pereira sublinha também que na Agricultura não se sabe quanto o Estado realmente pagou. “Desde 2019 que nunca mais se soube o paradeiro dos mais de 60 milhões que o Ministro da Agricultura na altura divulgou. Quem os recebeu? Afinal o que foi feito?”, continua a questionar, perguntando ainda na área da Floresta quantas toneladas de madeira queimada foram compradas nos parques de recolha? “Quais os projectos apoiados com os mais de 100 milhões vindos da UE para aqueles sofreram com os Incêndios?”, continua, sublinhando que na indústria o cenário foi o mesmo. “Além das empresas que nunca tiveram apoio, quantos milhões ainda faltam pagar? Urge explicar ao povo português e à União Europeia o que aconteceu a tantos milhões e explicar porque milhares de pessoas e empresas na região nunca nada receberam ou não receberam o prometido”, remata.

Documentos:

Lista dos apoios pagos a 31 de Maio de 2021

Sistema de Apoio à Competitividade e Capacidades Produtivas – REPOR 15/12/2020

Pedidos de apoios submetidos a 31/05/2021

Incêndios-2017-IFAP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LEIA TAMBÉM

Reforma de um médico encerrou Unidade de Saúde de Ervedal da Beira, CDU reclama restabelecimento “urgente” dos serviços

A CDU reclama a reabertura da Unidade de Saúde em Ervedal da Beira que se …

Médica Maria do Rosário é candidata na lista de Fernando Tavares Pereira ao executivo do município de Tábua

A médica Maria do Rosário é uma das candidatas a integrar o executivo municipal de …