Home - Últimas - Morreu o tenente-coronel Marcelino da Mata, um dos mais condecorados na guerra colonial

Morreu o tenente-coronel Marcelino da Mata, um dos mais condecorados na guerra colonial

O tenente-coronel na reforma Marcelino da Mata, um dos militares da guerra colonial mais condecorados, morreu hoje, vítima de covid-19, no Hospital Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (Amadora-Sintra). Marcelino Mata, natural da Guiné-Bissau, tinha 80 anos e foi um dos fundadores da tropa de elite “Comandos”.

Após a Revolução do 25 de Abril e do fim da Guerra Colonial foi proibido de voltar à sua terra-natal e viu-se obrigado ao exílio em Espanha até ao contra-golpe do 25 de Novembro (que terminou com o Processo Revolucionário Em Curso). Pelo meio foi preso e torturado no quartel do Ralis e em Caxias.

De etnia papel, Marcelino da Mata começou a carreira como soldado, sendo consecutivamente promovido pelo seu valor e feitos em combate. Dele diz-se ter participado em mais de 2400 operações. Foi condecorado, entre outros, com a ordem militar da Torre e Espada de Valor, Lealdade e Mérito e cinco Cruzes de Guerra.

LEIA TAMBÉM

Um ferido grave em despiste no Carregal do Sal

Um homem, de 25 anos, ficou gravemente ferido após despiste do carro que conduzia em …

Rui Rio acredita na conquista da CM de Oliveira do Hospital e Francisco Rodrigues fala em “dinâmica de vitória irreversível”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital é uma das autarquias que o presidente do …