Home - Outros Destaques - Município de Oliveira do Hospital vai recuperar Palheiros dos Fiais da Beira

Município de Oliveira do Hospital vai recuperar Palheiros dos Fiais da Beira

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital já contratou, no final de Julho, o fornecimento de telha para reparar a Cobertura dos Palheiros dos Fiais da Beira, na União de Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca da Beira. A autarquia vai investir cerca de 20 mil euros nesta fase da empreitada e a decisão de recuperar aquelas construções que são atrações turísticas surge depois de algumas criticas, uma delas de Fernando Tavares Pereira. O empresário numa crónica no CBS, em Junho, depois de uma visita ao local, lamentava e deixava um apelo às autoridades competentes para resolverem o estado de abandono daquele património, o que documentou com fotos.

“Hoje vim visitar os Fiais da Beira…. Fiquei triste ao ver o que vi… Este património dos Palheiros, que está destruído desde os Incêndios de Outubro de 2017… A população local, do concelho de Oliveira do Hospital e da região que conhece este local e os que não conhecem, devem visitar os Palheiros nos Fiais da Beira e ver as placas do Turismo do Centro que já lá foram colocadas após 2017. Ora se isto é para visitar, devem os Palheiros estar inscritos na região de Turismo, se não estiverem é só para turista não ver? Pois se visse, talvez não quisesse voltar…”, escreveu na sua crónica.

Fernando Tavares Pereira, contactado hoje pelo CBS, congratulou-se com o início das obras, embora lamente que surjam apenas três anos depois e numa altura de pandemia. “Seria importante ter aquele núcleo de atracção turística em pleno funcionamento para atrair as pessoas que andam por estas bandas. Quero também congratular-me pela limpeza dos caminhos dos roteiros. É pena só se fazerem as coisas porque alguém fala e dá a cara por estas terras e gentes mais desfavorecidas”, rematou o empresário.
.
Os palheiros encontram-se num maciço granítico, uma grande lage, exposta ao sol, associada ao processo do cultivo, produção e preparação de cereais, nomeadamente cevada, centeio, trigo, aveia e milho. Para a conservação dos produtos ou dos seus derivados como fenos, palhas e folhelhos de milho, as construções são de pedra de granito e telha de canudo. A origem destas estruturas é considerado por muitos como um monumento vivo que permite não apenas uma adequada reconstrução de práticas agrícolas com um pendor comunitário, como a conservação de certos processos agrícolas.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino é o presidente da AM de Oliveira do Hospital

O ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital foi ontem eleito presidente da Assembleia …

CIM Coimbra implementou abrigos inovadores nos concelhos para promover transportes públicos

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra instalou 19 abrigos de passageiros inovadores na …