Home - Sociedade - Cultura - “Não fora a incontornável «timidez artística» e tê-lo-íamos mais vezes em público”

 

“Urbanidades” é o título de uma exposição de pintura de Álvaro Assunção, hoje inaugurada na Casa da Cultura César Oliveira – com a presença de vários admiradores do artista e da vereadora da cultura, Fátima Antunes – e que estará patente ao público até ao próximo dia 19 de Março.

“Não fora a incontornável «timidez artística» e tê-lo-íamos mais vezes em público”

Imagem vazia padrãoComposta por 21 trabalhos – alguns deles da colecção particular do autor –, a exposição retrata a veia artística do conhecido professor de Biologia e Geologia da Escola Secundária de Oliveira do Hospital que, nas horas livres, tem a pintura como uma das suas principais companhias.

“O Álvaro, o nosso Álvaro Assunção, consegue de modo natural e imanente traduzir essa vivência com o óleo e a tela ou com a sua velha caneta sobre o «canson», sendo um privilégio podermos apreciar a sua obra. Não fora a incontornável «timidez artística» e tê-lo-íamos mais vezes em público”, escreve Paulo Albernaz, em jeito de prefácio, no “catálogo” da exposição, organizada pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

LEIA TAMBÉM

A romancista da ALDEIA DOS VENTOS. Autor: Renato Nunes

Ermelinda da Silva (1922-2019) foi uma escritora autodidacta de Vila Franca da Beira, que subiu …

“15 Memórias do Fogo” do oliveirense Tiago Cerveira recebeu dois prémios no CineEco

“15 memórias do fogo” a série documental que imortalizou 15 memórias do dia 15 Outubro …