Home - Últimas - Nelas vai receber investimentos superiores a 10 milhões de euros em Saúde e Educação

Nelas vai receber investimentos superiores a 10 milhões de euros em Saúde e Educação

O município de Nelas vai receber investimentos superiores a 10 milhões de euros em Saúde e Educação, disse ontem o presidente da Câmara. “Estamos a falar de um investimento de 10 a 11 milhões de euros nas quatro infraestruturas e a Câmara de Nelas terá de suportar do seu orçamento municipal entre um, a um milhão e meio de euros, mas é uma oportunidade histórica nas principais infraestruturas da área da saúde e educação”, defendeu José Borges da Silva.

Está em causa as requalificações dos centros de saúde de Nelas e de Canas de Senhorim, edifícios da década de 70 do século XX, e as escolas secundárias das mesmas localidades, que remontam aos anos 80 do mesmo século. “Dos contactos que tenho tido com os Ministérios da Educação e da Saúde, o município de Nelas tem a garantia do financiamento para as obras de requalificação e modernização da Escola Secundária de Nelas, um investimento de cerca de quatro milhões, e a de Canas de Senhorim, prevista em três milhões”.

“Vai havendo obras de manutenção, mas as infraestruturas não correspondem à modernidade do ponto de vista de eficiência energética, da informática, da comodidade e da modernidade. Após estas obras, ficaremos com escolas para os próximos 30, 40 anos”, considerou.

Na área da saúde, as requalificações também recaem sobre Nelas e Canas de Senhorim, onde “os centros de saúde são ainda mais velhos do que as escolas e aí é mesmo preciso intervir a vários níveis, como o aquecimento, telhados e informática”. “A Câmara tem dado todo o apoio em várias coisas, porque é para benefício dos munícipes, mas para estas grandes requalificações tínhamos de contar com financiamento e aproveitámos agora, antes de passarem para a orla da gestão municipal, obrigatoriamente em abril de 2022”, disse, lembrando que a autarquia não tinha aceitado a transferência de competências.

Neste sentido, defendeu que “é uma oportunidade de ouro aproveitar estes fundos comunitários que comparticipam em 85 por cento as obras e no caso das escolas pode ser protocolado com que dos outros 15 por cento sejam suportados em 7,5 por cento pelo Ministério da Educação”. José Borges da Silva adiantou que há outras obras em curso, nomeadamente em Santar, onde arranca esta semana a construção do Centro de Artes de Vinho e do Espaço em Santar, uma obra da Câmara, que “tinha um projeto inicial de 1,5 ME, mas como no concurso ficou deserto, foi reprogramado o projeto”.

“Esta obra acompanha um investimento grande privado que está a acontecer em Santar no âmbito do turismo e, por isso, tem o apoio de 400 mil euros do Turismo de Portugal, sendo que o projeto custa à volta de 1 milhão, mas a construção civil custa à volta de 800 mil” euros, especificou. Para Maio estão agendadas duas requalificações: o Mercado Municipal de Nelas, no valor de 460 mil euros, e a requalificação da Avenida João XXIII, de 770 mil euros, obras no âmbito do Programa de Ação de Reabilitação Urbana (PARU) do Centro 2020.

LEIA TAMBÉM

Presidente da CM de Tondela condenado a cinco anos de prisão e perda de mandato

O Tribunal de Viseu condenou hoje o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus …

Aldeias Históricas de Portugal premiadas em Espanha como o melhor destino português

As Aldeias Históricas de Portugal acabam de ser distinguidas com o galardão “Turismo Português” na …