Home - Últimas - Nonagenária morre de COVID-19 ao recusar ventilador para salvar “os mais novos”

Nonagenária morre de COVID-19 ao recusar ventilador para salvar “os mais novos”

Suzanne Hoylaerts, uma mulher belga de Binkom, foi admitida num hospital duas semanas depois de começar a ter sintomas agudos do novo coronavírus. Os médicos propuseram colocá-la num ventilador, mas ela rejeitou a proposta e disse tomar essa opção para libertar recursos para doentes com menos idade. Faleceu ontem vítima da COVID-19.

O jornal Mirror refere que Suzanne Hoylaerts deu entrada numa unidade hospitalar duas semanas depois de ter começado a sentir dificuldade em respirar e a falta de apetite. Aceitou a hospitalização, mas antes de falecer, dois dias depois de ser internada, teve um gesto louvável e controverso. De acordo com esta publicação, ao ser sugerido pelos médicos que fosse tratada com recurso a um ventilador, Suzanne rejeitou a oferta, deixando esse tão escasso recurso para pacientes mais novos. “Não quero usar respiração artificial. Guardem o ventilador para pacientes mais novos, eu já tive uma boa vida”, terá dito Suzanne aos médicos.

A sua filha, Judith, contou ao jornal Het Laatste Nieuws que nem teve oportunidade de se despedir da mãe. “Nem posso despedir-me dela, não tenho oportunidade de ir ao seu funeral”, afirmou, dizendo desconhecer como a mãe possa ter contraído o vírus uma vez que estava há várias semanas em isolamento.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD assegura que conseguiu equilíbrio financeiro da CM de Celorico da Beira e que o concelho está “recuperar o respeito perdido”

O recandidato do PSD à Câmara Municipal de Celorico da Beira assegurou, durante a apresentação …

Um ferido grave em despiste no Carregal do Sal

Um homem, de 25 anos, ficou gravemente ferido após despiste do carro que conduzia em …