Home - Últimas - Nova variante do COVID-19 não parece ter mais gravidade infecciosa

Nova variante do COVID-19 não parece ter mais gravidade infecciosa

Uma nova variante do SARS-CoV-2, o vírus que causa a Covid-19, foi detectada no Reino Unido, está a ser estudada, mas não existem indicações de que tenha mais gravidade infecciosa. O Centro Europeu para Controlo e Prevenção de Doenças (ECDC), porém, quer que o continente reúna o máximo de esforços para controlar e evitar que a nova variante do coronavírus se propague por outros países.

Segundo o ECDC, a variante detetada no Reino Unido é “mais transmissível” do que as variantes existentes, mas não há evidências de que seja mais infecciosa. De acordo com agência de notícias espanhola Efe, as análises preliminares realizadas até ao momento revelam um potencial estimado para aumentar a taxa de reprodução em 0,4 ou mais e um aumento na transmissibilidade de até 70%.

“Não há indicação, neste momento, de um aumento da gravidade infecciosa associada à nova variante”, disse o centro de doenças num comunicado citado pela agência.

LEIA TAMBÉM

Luciano Ribeiro defende como prioritário para Seia a saúde e educação

A Câmara Municipal de Seia atribuiu os pelouros aos vereadores do novo executivo municipal, presidido …

Vereadores do Unidos por Celorico votam contra subsídio para associação sediada em Gouveia

Os vereadores do movimento Unidos por Celorico, liderado pelo PS, José Albano e Teresa Cunha, …