Home - Região - Oliveira do Hospital - Novo Plano Director Municipal de Oliveira do Hospital já está em vigor
Presidente da CM Oliveira do Hospital quer ver a ESTGOG incluída no programa de incentivo à procura de estabelecimentos de ensino do interior

Novo Plano Director Municipal de Oliveira do Hospital já está em vigor

O novo Plano Director Municipal (PDM), que constituirá o principal instrumento de ordenamento do território do Município de Oliveira do Hospital, foi ontem publicado em Diário da República e entrou imediatamente em vigor esta quinta-feira, dia 2 de Outubro, revelou ontem em comunicado a Câmara Municipal de Oliveira de Hospital. O novo plano procura, referem, garantir a valorização simultânea do património cultural classificado e não classificado, procurando, salvaguardar a identidade e os valores culturais.

“Neste PDM de segunda geração, estão vertidas as opções de ordenamento e estratégias de desenvolvimento municipais juntamente com as políticas e opções de ordenamento centrais, sectoriais e regionais”; refere o comunicado, adiantando que este é resultado “de um profundo diagnóstico que foi efetuado ao Município de Oliveira do Hospital, abrangendo a caracterização demográfica, económica, os equipamentos colectivos, infraestruturas, património cultural e natural, habitação e rede urbana, a primeira revisão do PDM teve início em 2002 e terminou em 2014”.

José Carlos Alexandrino destaca, na missiva, o empenhamento constante do Município e da equipa técnica, coordenada por Lusitano dos Santos, na conclusão desta magna carta de desenvolvimento que agora entra em vigor, e realça a importância de que se reveste a conclusão deste instrumento de planeamento do território e de gestão urbanística para a autarquia oliveirense. “É o início de uma nova e desafiante etapa no processo de desenvolvimento do município”, considerou José Carlos Alexandrino.

Este novo PDM, segundo a autarquia, procura valorizar e potenciar o solo rural, os seus valores naturais e biofísicos, requalificar e valorizar os lugares, os seus espaços urbanos, a sua identidade e o seu património, conferindo-lhes qualidade urbana. “Pretende-se também potenciar o desenvolvimento económico através da salvaguarda do solo rural para as práticas agrícolas, pecuárias e florestais, da criação de espaços para actividades económicas em áreas estratégicas e permitir e desenvolver a actividade turística, complementada com as actividades de recreio e lazer, cultura e equipamentos e serviços”.

Sobre as infra-estruturas, nomeadamente ao nível da rede rodoviária, a autarquia sublinha, que o novo PDM, que integra o Plano Rodoviário Nacional 2000, incluindo a chamada zona de servidão do traçado do IC6 – uma zona “non aedificandi” –, tem a preocupação de salvaguardar este espaço para a futura construção deste itinerário. O documento, para além dos traçados previstos pelo governo central, propõe ainda um conjunto de vias municipais estruturantes, articuladas com os nós do IC6, que irão estruturar a rede rodoviária municipal.

 

LEIA TAMBÉM

Sandra Fidalgo assumiu a liderança do PSD de Oliveira do Hospital e Mário Alves é o presidente da Mesa da Assembleia

Sandra Andrade Fidalgo tomou ontem posse como a nova presidente da Concelhia do PSD de …

José Carlos Alexandrino incorre numa pena até dois anos de prisão, segundo a CNE

O ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital volta a ser alvo de reprimendas …