Home - Destaques - Nuno Vilafanha é o novo presidente da Comissão Política de Secção do PSD de Oliveira do Hospital

Nuno Vilafanha é o novo presidente da Comissão Política de Secção do PSD de Oliveira do Hospital

A encabeçar a lista A, Nuno Vilafanha foi eleito no passado sábado presidente do PSD de Oliveira do Hospital, derrotando Rui Fernandes por uma diferença de 20 votos. Nuno Pereira foi eleito presidente da Mesa da Assembleia.

Último a entrar na corrida à liderança do PSD – a candidatura foi oficializada na passada quarta feira – Nuno Vilafanha não teve grande dificuldade em vencer as eleições do último sábado. O candidato, que liderava a lista A, mereceu a confiança de 79 militantes, número suficiente para que o candidato pela lista B, Rui Fernandes, ficasse pelo caminho ao conseguir apenas 58 votos. Votação semelhante foi a verificada na eleição da Mesa da Assembleia, acabando Nuno Pereira, da Lista A, a ser o candidato mais votado com 80 votos, contra os 57 conseguidos por José Jorge, da lista B. Na eleição dos delegados ao congresso do PSD, a lista A conseguiu a eleição de Nuno Caetano e a Lista B assegurou a presença de João Brito.

A eleição para a CPS do PSD de Oliveira do Hospital foi precipitada pela demissão de elementos da anterior estrutura partidária e pela saída do próprio líder do partido na sequência do desastroso resultado eleitoral autárquico que reduziu o partido a uma representação muito reduzida no concelho.

A suceder a António Duarte, Nuno Vilafanha espera “levar o partido a bom porto” e no rescaldo da sua eleição para presidente do PSD, o jovem social democrata aprecia o voto de confiança que lhe foi dado pelos militantes que, pese embora a existência de duas listas candidatas, souberam sem sobressaltos eleger o candidato que mais garantias estará em condições de dar ao PSD oliveirense. “A eleição decorreu dentro da normalidade, não houve incidentes, mau relacionamento ou situações de afrontamento”, refere o candidato eleito que fala de “eleições pacíficas”, não se tendo verificado “picardias ao contrário do que aconteceu no passado”.

“Não iremos atirar pedras para a engrenagem”

“As eleições são feitas de vitórias e de derrotas”, reagiu há instantes, ao correiodabeiraserra.com, o candidato derrotado aceitando aquela que foi a decisão da maioria dos militantes do PSD. Primeiro na corrida à presidência da CPS do PSD, Rui Fernandes esclarece que nunca foi sua vontade a criação de mais do que uma lista . “Não foi por nossa culpa, mas porque a outra lista já andava a ser planeada há muito tempo”, refere, justificando o surgimento dos dois projetos com o facto de estarem em causa caminhos distintos.

O caminho que Rui Fernandes defendia acabou por não colher o maior número de votos, mostrando-se porém o militante disponível para continuar a trabalhar com o PSD de Oliveira do Hospital “Sempre que nos for solicitado e dentro do que são os nossos princípios, estamos cá para trabalhar”, refere Fernandes, assegurando de igual modo que não é sua vontade “atirar pedras para a engrenagem”. Esclarece, contudo, que se uma CPS foi eleita “é para trabalhar”. “Não estejam à espera que sejamos nós a fazer o trabalho por eles”, refere.

LEIA TAMBÉM

Cartaz do PS em rotunda de Oliveira do Hospital causa polémica e há quem o considere um perigo para o trânsito

Um “outdoor” enorme do candidato do PS à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital colocado …

Noah, o menino de dois anos desaparecido em Proença-a-Velha, foi encontrado com vida.

Noah, o menino de dois anos desaparecido em Proença-a-Velha, foi resgatado com vida. Segundo o …