Home - Região - Oliveira do Hospital - “O candidato do PSD está escolhido há muito tempo e será apresentado em breve”

“O candidato do PSD está escolhido há muito tempo e será apresentado em breve”

O presidente da concelhia do PSD garante que o candidato à Câmara Municipal de OLiveira do Hospital pelos sociais-democratas já está escolhido há muito tempo e será apresentado no início de Abril. João Brito confessa em entrevista ao CBS que conversou com alguns dos militantes de base do partido que demonstraram o seu empenho nesta corrida autárquica. Sem revelar o nome, assegura que o cabeça de lista foi escolhido de acordo com aquilo que eram as pretensões dos militantes. As várias listas, que ainda estão a ser preparadas, encontram-se abertas e devem mesmo incluir alguns independentes e assegura que esta é uma candidatura vencedora seja ou não José Carlos Alexandrino o principal opositor. O líder dos sociais-democratas oliveirenses ainda mantém a porta aberta a novas negociações com o CDS.

CBS – Na festa das Caldas garantiu que iria apresentar o candidato do PSD à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital no fim de Dezembro ou no início do ano. Estamos em Março e ainda não se conhece qualquer cabeça de lista do PSD…

João Brito – O nosso candidato está escolhido há muito tempo. É um candidato devidamente preparado para honrar a boa gestão que as governações PSD nos habituaram. Está preparado para enfrentar quem quer que seja. Conhece muito bem a situação política concelhia e, como é natural, é uma aposta para reconquistar a autarquia. Qualquer que seja o adversário, entre eles, como é óbvio, José Carlos Alexandrino.

Mas o que é que atrasou o processo de apresentação do candidato? Foram as negociações com o CDS?

João BritoFoi a principal razão. Não podíamos encetar qualquer convite sem que as negociações com o CDS fossem feitas, e evidentemente, concluídas. O processo arrastou-se e demorou mais do que o previsto. Agora, que o principal candidato está encontrado, e refiro-me ao candidato à presidência da autarquia, vamos convocar os militantes para o apresentarmos, só depois será apresentado ao eleitorado oliveirense. Acredito que a apresentação ao público decorrerá em meados de Abril.

Ainda está aberta a possibilidade de uma coligação? O que é que falhou nas negociações entre os dois partidos?

Se o CDS tiver uma posição mais flexível, tomar a consciência que o partido mais votado no concelho é o PSD com tudo que isso representa e estiver disponível para em listas conjuntas combater a politica de propaganda, submissão e clientelismo, desenvolvida pelo actual executivo. Terá de ter uma atitude de apoio a uma equipa que defenda a transparência dos actos administrativos. Se isso se verificar, então poderemos regressará à mesa das negociações para tentar novamente um acordo. No entanto, neste momento estamos conscientes e preparados para concorrermos sozinhos.

O candidato é o João Brito?

_dcs0234-smallNão. Sou o presidente da comissão politica e, neste momento, juntamente com a minha equipa, tenho outra missão que não é essa. A nossa tarefa é ajudar e acompanhar todos os candidatos das nossas listas neste embate autárquico. Os candidatos às assembleias de freguesia, à câmara e assembleia municipal. É natural, que eu, assim como outros elementos da comissão política façamos parte de algumas destas equipas.

O candidato é algum dos nomes mais reconhecido, aqueles mais consagrados, entre os sociais-democratas oliveirenses?

Compreendo perfeitamente a curiosidade, mas não vou revelar o nome.

Foi difícil encontrar o candidato? Houve elementos contactados que se recusaram a encabeçar a lista?

Esta comissão política tem gente suficiente madura e experiente que sabe conduzir os processos. É claro que auscultámos os mais conhecidos e referenciados. São eles efectivamente as actuais bases do partido e a sua opinião, para nós, é indispensável. Ao conversarmos com eles, ficámos a saber, entre outras coisas, o seu parecer e disponibilidade referente ao projecto que temos. Temos a perfeita noção que nenhum dos definidos como “consagrados” tinha interesse em ser candidato à presidência da autarquia. Como tal, essa questão não se põe.

A comissão política ouviu algumas das principais referências do partido no concelho, nomeadamente antigos autarcas?

Sim. Como já disse, foram auscultados, procuramos ouvi-los e inferir da sua disponibilidade de participação nas listas ou apoio às mesmas. Tivemos deles o compromisso de empenho e ajuda neste embate.

O candidato é independente ou é militante do partido?

Vou abrir um pouco o livro. O candidato é homem, vive no concelho e é há alguns anos militante do partido, e vai a sufrágio sob a égide do partido, como tal, não é independente.

A restante lista de potenciais vereadores para Câmara Municipal, os elementos das juntas e da assembleia municipal já estão definidos? Haverá aqui abertura para integrar alguns elementos independentes?

A equipa para a vereação ainda não está fechada. Nas assembleias de freguesia temos boas indicações para eventuais cabeças de lista. Será com cada um deles que a completaremos. A lista para a Assembleia Municipal também ainda não está encerrada. Quanto ao resto, esta é uma candidatura patrocinada pelo PSD, mas aberta a todos cuja camisola é Oliveira do Hospital. Na nossa candidatura contamos com todos aqueles que não se revêem nas políticas e nas acções do actual executivo e que ponham acima de tudo o desenvolvimento do concelho de Oliveira do Hospital.

Podem, então, surgir elementos independentes nas listas?

É mesmo muito provável, para não dizer, uma realidade. Esta é uma candidatura abrangente que acolhe todos os elementos desde que sejam competentes. Quando vencemos a concelhia em meados de Maio do ano João Britopassado, o nosso principal objetivo era, e continua a ser, recuperar a presidência da autarquia que perdemos há oito anos. Como tal, estamos a trabalhar de modo a apresentarmos as melhores e mais capazes equipas às freguesias, às assembleias e, como é lógico, à Câmara Municipal.

Têm insistido para que José Carlos Alexandrino se decida se cumpre ou não a sua palavra de se recandidatar apenas com o arranque das obras do IC6. Temem que, apesar de não existir a obra, o actual presidente se recandidate?

São eleições e não tememos nada. Antes pelo contrário, o confronto deve ser feito pelos mais pretendidos. Insistimos nesse aspecto da decisão porque quanto ao actual presidente, pura e simplesmente, não acreditamos nas palavras proferidas por ele. É preciso deixar isso claro para as pessoas. Que ninguém tenha dúvidas que estamos preparados para ter Alexandrino como opositor. Além de acharmos que se candidata, desculpamos-lhe a insensatez das palavras que proferiu e damos-lhe, antes de quaisquer outros, as boas vindas como candidato. Ele é perito a criar factos falsos ou semi-falsos, é destro no “diz que disse” e nas “meias verdades”. Levando os incautos a acreditarem nele. É nosso dever desmistificar e clarificar esses falsos factos e essas meias verdades. Estamos preparados para o vencer nas urnas. Foi com esse propósito que os militantes do PSD nos elegeram. Os oliveirenses conhecem o modo como a autarquia e os destinos do concelho têm sido dirigidos. E os resultados dessas opções são os fracos, para não dizer péssimos. Esses são os principais motivos para que não haja qualquer susto.

O que o leva a ter esse optimismo?

O modo pernicioso com que esta vereação geriu o concelho, com as João Britonefastas consequências sociais, financeiras, ambientais e politicas para o município. Esse é um forte indicador para que os oliveirenses escolham um novo presidente e uma nova equipa. A nossa responsabilidade é apresentar alternativas credíveis que coloquem o concelho novamente no caminho do progresso. Como é o caso.

Poderá o PS apresentar outro candidato que não José Carlos Alexandrino?

É uma possibilidade. Nota-se algum desfasamento do núcleo duro do PS. Isso pode querer dizer alguma coisa. Vamos ver. Pela nossa parte, contamos com ele para o sufrágio. Se vier outro, que venha. Não temos qualquer problema. Mas esse é um assunto que não nos diz respeito. O Partido Socialista que faça as suas escolhas. Quanto a nós, cá estaremos de forma honesta, recta e honrada para disputarmos estas eleições concelhias.

LEIA TAMBÉM

EPTOLIVA distinguida novamente como “Escola amiga da criança”

A Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil (EPTOLIVA) voltou, este ano, a …

Concelho de Oliveira do Hospital com cinco novos casos de COVID-19

O concelho de Oliveira do Hospital tem cinco novos casos de COVID-19, mas mantém os …