Home - Outros Destaques - O Cartão de Cidadão, a falta de rampa de acesso ao Registo Civil de Oliveira do Hospital e o martírio de António Marques
O Cartão de Cidadão, a falta de rampa de acesso ao Registo Civil de Oliveira do Hospital e o martírio de António Marques

O Cartão de Cidadão, a falta de rampa de acesso ao Registo Civil de Oliveira do Hospital e o martírio de António Marques

Tirar o Cartão de Cidadão transformou-se num verdadeiro pesadelo para António Marques, um homem de 50 anos que sofre de uma doença degenerativa rara que o impede de se separar da sua cadeira eléctrica. A inexistência de uma rampa de acesso destinado a quem tem dificuldades de locomoção, como determina a lei, no Registo Civil de Oliveira do Hospital, obrigou os próprios funcionários dos serviços a prestarem a ajuda para colocar António Marques e a sua cadeira, que só por si pesa mais de 200 quilos, no interior do edifício. A última segunda-feira não será esquecida tão cedo por este homem.

10822031_866030813416844_1279804163_o (Small)“Foi muito triste, não gosto de dar nas vistas e passei por todo aquele aparato. O que devia fazer em poucos minutos levou mais de uma hora de espera. Bastava uma rampa para evitar aquilo tudo. Existe ainda uma grande falta de respeito por pessoas como nós”, conta António Marques ao CBS, que não se conforma com a forma como a lei é ignorada. “Está previsto que estes edifícios têm de ter condições de acesso, não só para casos como o meu, mas também para pessoas idosas que não podem subir escadas. Mas não parecem ligar”, refere, esperando que este alerta e o aparato que envolveu a sua entrada no Registo Civil ajude a alertar as autoridades.

“Não compreendo como o elevador da biblioteca pode estar inactivo e a autarquia responder dessa forma”

“Até a Câmara Municipal que fica logo ali e, embora não tenha responsabilidades sobre aquele edifício, tem a obrigação de zelar pelo bem-estar de todos os munícipes e poderia facilmente construir uma rampa”, continua. “O problema é que esta gente, felizmente, se calhar não tem familiares nestas condições, mas não se podem esquecer que de um momento para o outro podem passar a necessitar”, diz, recordando com alguma tristeza a forma como a autarquia respondeu recentemente ao CBS sobre o elevador que se encontra há muito tempo avariado na biblioteca municipal e que impede a circulação de deficientes entre os diversos pisos. A resposta, na altura, recorde-se, foi que “a autarquia nada tinha a dizer sobre o assunto”. E, entretanto, o elevador continua fora de serviço, como ontem verificou o Elevador da Biblioteca Municipal parado, autarquia recusa comentarCBS. “Já o utilizei uma vez e não compreendo como pode estar inactivo e a autarquia responder dessa forma”, refere António Marques.

“É a tal falta de sensibilização destas pessoas para com quem tem dificuldades. A tecnologia vem-nos ajudando a superar as nossas complicações. Os senhores que mandam, no entanto, são incapazes de suprimir pequenas barreiras”, continua António Marques que aos 10 anos de idade começou a sentir os efeitos da doença e pouco tempo depois estava confinado a uma cadeira de rodas e a quem deram uma esperança de vida de 30 anos. “Já estou cá há 20 a crédito”, sorri. Mais tarde, quando tinha 30 anos, teve a sua cadeira eléctrica e a capacidade de se movimentar por quase todo o lado. “Com estas tecnologias poderia ir a todos os lados, mas existem as barreiras físicas. Para ir a um restaurante tenho de telefonar antes, mas para ir aqui ao Posto Médico de Avô não posso, como não posso ir à Junta de Freguesia. São edifícios antigos, entendo, mas somos pessoas e também temos direito a que as leis sejam cumpridas”, remata.

“Câmara Municipal renovada por Carlos Portugal tem todas as condições e Mário Alves teve sempre atenção a esse aspecto”

O edifício dos Paços do Concelho de Oliveira do Hospital, pelo contrário, encontra-se perfeitamente adaptado às necessidades dos deficientes. “Quando foi remodelado, o Presidente da altura, Carlos Portugal, e o responsável pelo pelouro das obras, Mário Alves, fizeram questão de incluir duas rampas de acesso ao edifício e de Deputados municipais não receberam dentro dos prazos legais documentos de suporte da agenda para AM da próxima sexta-feirainstalar um elevador que serve todos os pisos”, conta uma fonte que acompanhou o processo. A mesma fonte elogia ainda a atitude do antecessor de José Carlos Alexandrino na presidência da autarquia, Mário Alves, por ter tido esse facto em atenção em boa parte das obras. “O projecto da Biblioteca Municipal assim como parte da obra foi executado durante o seu mandato e incluiu os elevadores, o mesmo aconteceu na Casa da Cultura César de Oliveira, onde, apesar da impossibilidade de se instalar uma rampa de acesso exterior, teve o cuidado de colocar no interior um elevador para que os deficientes tivessem acesso facilitado ao segundo piso, onde funcionava o espaço internet”, sublinha ainda a mesma fonte, frisando também que o estacionamento subterrâneo, bem no coração da cidade, não foi esquecido tendo sido equipado com o respectivo elevador. Esta fonte garante ainda que Mário Alves teve a preocupação de colocar o elevador junto aos lugares de estacionamento destinado a deficientes.

A responsável técnica do Lar Nossa Senhora da Assunção em Avô reconhece que ainda existem muitos entraves a quem tem dificuldades de locomoção. “Mas este caso foi o que nos chamou mais a atenção pelas dificuldades que encontrámos, já que se trata de um serviço em que a presença do próprio é absolutamente necessária e existem muitas dificuldades de acesso”, conta Anabela Veloso, esperando que estes edifícios depois de várias alertas, como este,  venham a sofrer as imprescindíveis e obrigatórias adaptações.

 

LEIA TAMBÉM

Assessor do candidato do PS, Henrique Barreto, insultou de “forma obscena” cabeça de lista do PSD-CDS/PP

O líder do partido Chega em Oliveira do Hospital conta o que se passou, no …

A angústia de um produtor oliveirense de queijo Serra da Estrela DOP que pondera abandonar a actividade no final do ano

O pastor Paulo Rogério é um dos maiores produtores de queijo da Serra da Estrela …