Home - Opinião - O Mónaco é o Mónaco e temos algumas semelhanças… Autor: António José Cardoso

O Mónaco é o Mónaco e temos algumas semelhanças… Autor: António José Cardoso

Alguns dias, após uma conversa de trabalho com um amigo em Oliveira do Hospital, surgiu uma frase: isto aqui parece o Mónaco! Perguntei: estás bem? O Mónaco? Porquê?

É fácil. Tens ricos, grandes máquinas, circo, Fórmula 1,rally, grandes hotéis, turistas e o melhor nível de vida do mundo.

Bem após pensar verifico que este meu amigo tem alguma razão! Temos a figura reinante que só aparece em dias de festa e onde houver gente para fazer o número de figurinha triste. Sempre acompanhado pelos seus “meninos e meninas”.Temos ricos e as suas grandes máquinas que ora passeam nas estreitas avenidas, ora estão guardados e escondidos nas garagens.

Não temos indústria forte, o Mónaco também não. O Mónaco tem o Mundial de Rally que gera milhões. Nós também gastamos milhões em eventos. Mas perdemos o Rally para concelhos vizinhos com menos condições. Essa prova que dá milhões, oferece vida às aldeias abandonadas, obriga à construção de estradões e aceiros tão necessários para a protecção do ambiente e rápida acção em tempo de fogos florestais, fugiu.

Por cá, alugamos muitas tendas onde fazemos eventos. Com esse dinheiro poderíamos ter já para um multiusos, mas esse não dava…Bem, preferimos alugar tendas, até porque o Mónaco também tem tenda. Só que a do principado é de circo, onde se mostra o que de melhor existe daquela arte a nível mundial. Aqui não precisamos de uma tenda daquelas para ter circo, temos circo em qualquer lado desde que o homem tenha um palco e um microfone, assim como os seus seguidores, que fazem de marionetas e figurantes. Com alguns traidores pelo meio. Mas também tem trapezistas, mágicos que fazem desaparecer coisas, contorcionistas e claro palhaços, daqueles que humilham uma classe trabalhadora, honesta e respeitada.

Bem não tem animais, porque agora a lei os proíbe naqueles espectáculos, mas eles vageiam pelas nossas ruas sem qualquer controle…

Mas e a Fórmula 1? Qual Fórmula 1? Temos uma Feira do Queijo e uma EXPOH que dão milhões prejuízo para servir somente de palco à realeza. Já a a prova máxima do automobilismo rende milhões. Pois.

E os hotéis e Casinos no Mónaco? Lá rendem milhões, aqui são para abater. Nem uma placa na principal avenida, a Nacional 17, a indicar onde ficam essas infra-estruturas ou o turismo de habitação. Nem um sinal. Nem uma promoção.

Sim! E os ricos? E um dos melhores níveis de vida do mundo? Esses estão no Mónaco. Aqui vive-se quase genericamente com o salário mínimo. E quando se tem a sorte de o receber. Apoios são para quem não precisa, etc.

Claro que isto não é o Mónaco, um principado que vive de eventos. Em Oliveira do Hospital também podiam existir eventos promocionais rentáveis como outros concelhos. Também poderíamos ter uma real promoção do turismo e da natureza. Poderíamos cativar investidores e estrangeiros para aqui residirem, revitalizando a economia, através de benefícios de fixação. Não será seguramente com as maiores taxas de IMI do país, taxas do lixo, esgotos e água com valores três vezes superior aos concelhos fortemente industrializados do Norte do país que se vai atrair gente. Mas sabemos porquê … estes preços são necessários para pagar os altos cargos que estes” príncipes” exercem nas empresas que tutelam essas áreas.

Para terminar poderíamos viver bem melhor com investimento em eventos que têm obrigatoriamente de dar lucro. Isto não é um casino para gastar desalmadamente o que é dos contribuintes e que prioritariamente deveria ser canalizado para outros fins.

Bem, o Mónaco é o Mónaco e temos algumas semelhanças.

 

 

 

 

Autor: António José Cardoso, candidato do Chega à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital

LEIA TAMBÉM

Itinerário Complementar nº 6 – o IC 6.  Atenção que a propaganda vai continuar!… João Dinis

Ora aí está uma Obra com interesse para o nosso Concelho e para a Região.  …

«Entro na Câmara de fininho e sem especiais evidências. Saio a falar grosso e gestor de uma empresa lubrificada com dinheiros públicos». Autor: Carlos Martelo

Eis uma história de sucesso. Um dia, nos idos de 2009, os astros da política …