Home - Últimas - Obras orçadas em mais de 355 mil euros nas escolas de Canas do Senhorim arrancam para a semana

Obras orçadas em mais de 355 mil euros nas escolas de Canas do Senhorim arrancam para a semana

As obras de requalificação das Escolas Primárias ou 1º Ciclo da “Feira” e do “Fojo” em Canas de Senhorim, têm início já no decurso da próxima semana, decorrendo os trabalhos a tempo de os equipamentos escolares estarem disponíveis para o início da actividade escolar em Setembro próximo. A intervenção em ambas as escolas será global e o investimento global supera os 355 mil euros.

As obras vão decorrer no interior e exterior dos edifícios, nomeadamente ao nível de isolamento e impermeabilização, pinturas, coberturas, caixilharias, aquecimento, ventilação e ar condicionado, redes eléctricas, de água e telecomunicações. As obras passam também, segundo a autarquia, também pela melhoria de mobilidade e acessibilidades às salas, refeitórios, casas de banho, em termos também de melhoria de mobilidade e acessibilidades. Está ainda prevista a renovação do mobiliário e intervenção a nível informático.

As duas empreitadas foram sujeitas a concurso público, realizando a obra da “Escola da Feira” a empresa “HMFConstruções,Lda” pelo valor de 169.466,26 euros e a obra da “Escola do Fojo” será realizada pela empresa “Ergovisa,Lda” pelo valor de 185.591,65€. Ambas as obras foram candidatadas para apoio ao Centro 2020/ PT2020 tendo a “Escola da “Feira” um apoio de 108.761,26 euros e a “Escola do Fojo” um apoio de 126.781,27 euros, apoio que resultou já de um reforço de verbas para a educação de uma reprogramação do Programa Operacional do Centro.

“Estas obras de requalificação, há muito reclamadas por toda a comunidade escolar, serão acompanhadas de perto pela Direcção do Agrupamento de Escolas e pela Junta de Freguesia de Canas de Senhorim. Com esta intervenção, continua a aposta do Município na melhoria das Infraestrutura educativas, dando cada vez melhores condições para o exercício do ensino com qualidade a professores, alunos e auxiliares e condições de acesso e igualdade a todas as famílias em qualquer parte do território municipal”, conclui uma nota da autarquia.

LEIA TAMBÉM

ULS Guarda não revelou boletim epidemiológico da COVID-19 como estava estabelecido

A ULS Guarda não disponibilizou, ontem, como estava estabelecido, a partir do momento em que …

Alunos do IPG infectados na polémica festa transferidos do Hospital para unidade de alojamento

Dezasseis alunos do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), que estão infectados com Covid-19, foram transferidos …