Home - Outros Destaques - Oliveira do Hospital garante apoio a pessoas em situação de maior fragilidade
CM de Oliveira do Hospital devolve IMI a associações e colectividades concelhias

Oliveira do Hospital garante apoio a pessoas em situação de maior fragilidade

O Município de Oliveira do Hospital tem estado a apoiar algumas dezenas de pessoas, com medicamentos e bens alimentares de primeira necessidade, por forma a garantir níveis de conforto e protecção mais adequados aos cidadãos residentes que se encontram mais isolados e desprotegidos.

A Equipa de Apoio e Resposta Rápida (EARR) está no terreno desde o dia 16 de Março e, numa reunião realizada esta manhã, ficou a saber-se que já foram apoiadas 26 famílias, estando mais onze sinalizadas para intervenção imediata. A intervenção prioritária está focada, sobretudo, em idosos mais vulneráveis, em situação de isolamento, sem suporte familiar e crianças de famílias de baixos recursos. A EARR dispõe também de três psicólogos, que prestam atendimento e apoio a quem necessite.

Este apoio de resposta rápida às necessidades da população em situação de maior fragilidade resulta de uma ação concertada do Município com as 16 Juntas e Uniões de Freguesia, a Rede Social, o CLDS4G e o Hospital da FAAD, que têm a missão de assegurar que as pessoas mais idosas ou crianças de famílias de baixos recursos, não passem necessidades por falta de bens essenciais.

A sinalização das pessoas com eventuais necessidades de apoio – e dada a maior proximidade geográfica – é feita pelas Juntas de Freguesia e por as IPSS concelhias, que identificam os beneficiários desta medida que visa contribuir para que os idosos permaneçam nas suas casas, num plano traçado para diminuir o risco de propagação do vírus da Covid-19 entre os grupos de cidadãos mais vulneráveis.

O Município de Oliveira do Hospital tem também em funcionamento uma linha telefónica de apoio social (238605260) não só para idosos, mas para todos os cidadãos residentes que possam necessitar de apoio.

As IPSS do Município de Oliveira do Hospital estão também permanentemente a ser acompanhadas, através de pontos de situação regulares, por forma a avaliar-se a eficácia das medidas adoptadas para a contenção da Covid-19.

Nesta operação, o Município de Oliveira do Hospital conta com a colaboração da Protecção Civil Municipal; Corporações de Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital e Lagares da Beira, GNR e ADI. Ao nível da componente de apoio na entrega de medicação, o Município de Oliveira do Hospital e o CLDS4G, agradecem a indispensável colaboração do Hospital da FAAD, assim como das oito farmácias instaladas no concelho.

O Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, sublinha que “esta é uma missão prioritária no momento de emergência que vivemos, onde a organização, a cooperação entre entidades e a solidariedade, são determinantes”.

O autarca frisa ainda que é através da articulação entre as várias entidades – e com o empenho e a ajuda de todo os parceiros–, que o Município de Oliveira do Hospital procura, assim, garantir que “nenhum cidadão em situação de isolamento, eventualmente dominado pelo pânico ou impossibilitado de sair de casa, possa ficar privado de bens alimentares, medicação ou outros bens de primeira necessidade”.

LEIA TAMBÉM

Filme sobre a Bobadela seleccionado para concurso na Croácia (ver o filme aqui)

O Centro Interpretativo de Bobadela é tema de um filme que tem por título “Splendissima …

Oliveirense é concorrente no “Big Brother – A Revolução”

O oliveirense Rui Figueiredo, empresário de 35 anos, é um dos participantes do programa da …