Home - Região - Oliveira do Hospital - Oliveira do Hospital já recuperou 22,5 hectares de floresta autóctone
reflorestação

Oliveira do Hospital já recuperou 22,5 hectares de floresta autóctone

Com a acção de plantação de duas mil espécies autóctones subiu, segundo a autarquia, para 22,5 hectares a área de floresta recuperada nas diversas acções dinamizadas, desde 2010, pelo Município de Oliveira do Hospital. A iniciativa decorreu na última semana e envolveu 600 alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico (CEB) do concelho.

A reflorestação decorreu num terreno baldio na União de Freguesias de Penalva de Alva e S. Sebastião da Feira onde foram plantados medronheiros e pinheiro manso ao longo de 1,3 hectares, aos quais se juntou um terreno baldio de 1,1 hectares localizado na Freguesia de Lagares da Beira (onde foram plantados sobreiros e carvalhos) e um terreno baldio em Travanca de Lagos, de mil metros (acolheu 70 medronheiros e pinheiro mansos).

A vereadora do pelouro da Floresta e Desenvolvimento Rural, Teresa Dias, procurou motivar as crianças para a importância da preservação da floresta e para os cuidados a ter com a realização de queimadas, “que são muitas vezes realizadas de forma negligente e originam incêndios”.

O vereador do Ambiente e Qualidade de Vida e vice-presidente da autarquia, José Francisco Rolo, por seu lado, lembrou o esforço que tem vindo a ser concretizado todos os anos com as reflorestações para compensar a área ardida no concelho. “Neste momento, estas plantações de floresta autóctone são também uma resposta à inadequada nova Lei da Floresta que abre caminho para os riscos de eucaliptização descontrolada no concelho e no país e relativamente à qual, a Câmara Municipal se manifesta preocupada e já aprovou posição política de princípio”, revela num comunicado da autarquia. “Os 22,5 hectares já plantados são a expressão da nossa consciência e responsabilidade ambiental”, sublinhou, na nota, José Francisco Rolo.

LEIA TAMBÉM

Cartaz do PS em rotunda de Oliveira do Hospital causa polémica e há quem o considere um perigo para o trânsito

Um “outdoor” enorme do candidato do PS à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital colocado …

“Há muitos que são obrigados a fazer limpezas e nem têm dinheiro para comer e no domínio público continua tudo maioritariamente abandonado”

Fernando Tavares Pereira considera que o poder central e as autarquias têm de tomar uma …