Home - Outros Destaques - Oliveirense fundador do PS, António Campos, apelida “ministra da Justiça de inútil”

Oliveirense fundador do PS, António Campos, apelida “ministra da Justiça de inútil”

O militante nº 1 e fundador do Partido Socialista, António Campos, criticou duramente a ministra da Saúde que apelidou de inútil num escrito sobre a eventual legalização da delação premiada. “Uma derrota estrondosa da Democracia responsável e transparente e do Estado de Direito. Democrático. Para enganar tolos, a inútil Ministra da Justiça nega a ‘institualização’ da delação premiada”, escreveu o ex-dirigente histórico dos socialistas nas redes sociais a 1 de Maio.

“Num país com meio século de história a viver da bufaria, o Partido da Liberdade passados 47 anos de Democracia defende-a e legaliza-a. Em vez de reforçar e responsabilizar os contra poderes independentes que obrigatoriamente têm o dever de fiscalizar qualquer abuso de poder em qualquer dos poderes instalados, legaliza a cultura da cobardia e do ajuste de contas herdada do quase meio século de fascismo”, salienta o fundador do PS

António Campos considera que se trata de um “atentado há história do PS, há Democracia responsável e transparente e ao verdadeiro Estado de Direito Democrático”. “Como a extrema-direita vai aplaudir. O Chega não se atreveria a fazer melhor”, conclui.

LEIA TAMBÉM

“Vivemos em cima de um barril de pólvora”

O Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM) acusa as autoridades …

Oliveira do Hospital com praias para receber 760 banhistas, com Avô a liderar com 410 espaços

O Governo publicou hoje a capacidade de ocupação das praias para a época balnear 2021 …