Home - Outros Destaques - Os Verdes questionam Ministério do Ambiente sobre “atentado paisagístico” no Açude da Ribeira

Os Verdes questionam Ministério do Ambiente sobre “atentado paisagístico” no Açude da Ribeira

O Partido Ecologista Os Verdes classificou hoje de “atentado paisagístico” a empreitada de requalificação da zona de Lazer do Açude da Ribeira no rio Seia, em Ervedal da Beira, concelho de Oliveira do Hospital. Aquela força política solicitou através de uma carta aberta ministro do Ambiente e da Acção Climática vários esclarecimentos, nomeadamente sobre a autorização e licenciamento concedido para a execução da respectiva obra, localizada em plena Rede Natura 2000 e financiada pelo Programa Operacional Regional Centro 2020.

Os Verdes lembram que a obra contempla vários pilares em betão armado com dimensão considerável, nas margens, do rio Seia para suportar passadiços serpenteados em ferro, “ficando a percepção de uma montanha russa colocada por cima do rio, adulterando a beleza natural e paisagística”. E recordam que aquando da assinatura do auto de consignação, a Câmara Municipal referiu que a empreitada não iria provocar “alterações de relevo ao nível da superfície existente, tratando-se de uma intervenção de natureza paisagística que procura a fruição de uma zona de lazer, em espaço natural, tirando partido do espelho de água e da paisagem característica da zona”. Mas, na realidade, sublinham Os Verdes na missiva, “quando a obra está na iminência de ser concluída estão a evidenciar-se impactos muito significativos, nomeadamente paisagísticos dado que a estrutura já construída é claramente artificializada, de volume considerável e atenta contra a paisagem natural. Tratam-se de impactos contraditórios aos objectivos anunciados aquando do lançamento da obra, circunstância que está a motivar a contestação da população de Ervedal da Beira e de Lagares da Beira”.

O Partido Ecologista Os Verdes quer saber do ministro do Ambiente e da Acção Climática se aquele Ministério “tem conhecimento da Requalificação, em curso, da Zona de Lazer do Açude da Ribeira em plena Rede Natura 2000? Se a mesma foi sujeita a algum tipo de licenciamento? Se sim, qual foi a entidade que autorizou o respectivo projecto? Foram previstos os impactos desta envergadura que adultera de forma considerável o património paisagístico do rio Seia? No caso de licenciamento, a execução do respectivo projecto foi monitorizada pela Agência Portuguesa do Ambiente? Tendo em conta que o projecto que está prestes a ser concluído tem impactos significativos, que medidas irão ser adoptadas para repor a qualidade paisagística do rio Seia?

LEIA TAMBÉM

Petição pública pretende “salvar Açude da Ribeira” e retirar a estrutura já instalada no âmbito da requalificação do espaço

Um movimento de munícipes do concelho de Oliveira do Hospital lançou ontem uma petição pública …

Oliveira do Hospital: viatura corta trânsito pedonal junto ao rio Alva desde Agosto

Uma viatura pesada de matrícula francesa está a impedir o trânsito pedonal, junto ponte romana, …