Home - Últimas - Pai e madrasta, suspeitos de assassinarem Valentina, ficam em prisão preventiva

Pai e madrasta, suspeitos de assassinarem Valentina, ficam em prisão preventiva

Os dois suspeitos da morte de menina de nove anos em Atouguia da Baleia, Peniche, pai e madrasta de Valentina, ficaram a partir de hoje em prisão preventiva por suspeitas de serem os autores do crime. Os resultados preliminares da autópsia, recorde-se, apontam para que Valentina tenha tido uma morte violenta. Embora haja indícios de asfixia, a criança de terá sofrido agressões em vários locais, o que lhe causou diversas lesões, incluindo na cabeça, segundo fonte policial.

Valentina foi dada como desaparecida na última quinta-feira de manhã, depois de uma denúncia feita pelo pai no posto da GNR de Peniche. As buscas contaram com o envolvimento de “mais de 600 elementos ativos, numa área percorrida de sensivelmente quase quatro mil hectares, palmilhada mais do que uma vez em alguns locais”, referiu o comandante da GNR de Caldas da Rainha, Diogo Morgado, numa conferência de imprensa, no domingo.

Depois de cerca de três dias de buscas, a PJ de Leiria deteve, no domingo, o pai e a madrasta da vítima, cujo corpo foi encontrado numa mata na Serra D’el Rei, no concelho de Peniche, distrito de Leiria, coberto por arbustos.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD assegura que conseguiu equilíbrio financeiro da CM de Celorico da Beira e que o concelho está “recuperar o respeito perdido”

O recandidato do PSD à Câmara Municipal de Celorico da Beira assegurou, durante a apresentação …

Um ferido grave em despiste no Carregal do Sal

Um homem, de 25 anos, ficou gravemente ferido após despiste do carro que conduzia em …