Home - Últimas - PJ deteve suspeito de atear cinco focos de incêndio florestal na Pampilhosa

PJ deteve suspeito de atear cinco focos de incêndio florestal na Pampilhosa

A Polícia Judiciária, com a colaboração da GNR de Pampilhosa da Serra, deteve um homem, de 46 anos, pedreiro, mas desempregado, pela presumível prática de cinco crimes de incêndio florestal, ocorridos no passado dia 17 de Julho, entre as 20h00 e as 20h45, no perímetro da área urbana da vila de Pampilhosa da Serra.

Em comunicado, a PJ adianta que “o suspeito, com recurso a isqueiro, ateou cinco focos de incêndio em zona de misto de área urbana e florestal povoado com mato, pinheiro, eucalipto e sobreiros, com uma área ardida de 300 m2, que teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos bombeiros”. Aquela força policial refere ainda que “a actuação do suspeito colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, habitações e grande mancha florestal”. O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das adequadas medidas de coação.

LEIA TAMBÉM

Carlos Monteiro quer municípios da CIM Coimbra articulados no PRR

O Conselho Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal (CEDI) esteve hoje reunido na CIM Região de Coimbra, …

 Colisão provoca três feridos em Candosa, concelho de Tábua

Uma colisão em Candosa, concelho de Tábua, provocou três feridos. O acidente ocorreu, pelas 18h20, …