Home - Destaques - Portugal no 16º lugar e abaixo da média da OCDE no número de testes da COVID-19 por mil habitantes

Portugal no 16º lugar e abaixo da média da OCDE no número de testes da COVID-19 por mil habitantes

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico ( OCDE ) coloca Portugal no 16º no ranking da média de testes por cada mil habitantes. Portugal está logo à frente de Espanha que, depois de uma correcção de dados e de Pedro Sánchez se ter vangloriado com o oitavo lugar, deu um trambolhão para a 17ª posição. Os dois países da Península  Ibérica estão entre os estado que menos fiscalizam a a número de infectados coma COVID-19.

“A OCDE foi forçada a fazer esta retificação depois de descobrir que os dados da Espanha que lhe permitiam figurar no “top ten” dos países que realizam a maioria dos testes de coronavírus não eram comparáveis ​​aos de os restantes. Portanto, passará da oitava posição para a qual o governo de Pedro Sánchez se gabou nesta segunda – feira para a décima sétima”, justifica aquele organismo. Recorde-se que a OCDE tinha elogiado a Espanha.

Tal como Espanha, Portugal também se encontra abaixo dá média da OCDE, logo a seguir à Espanha, com 22,8 testes por cada mil habitantes. Menos um ponto que a média (23.1) da OCDE e muito distante da líder Islândia que faz 135 testes por cada mil habitantes ou mesmo de países como a Letónia, Estónia, Eslovénia, já para não falar da Dinamarca, Noruega, Suíça, Alemanha ou Áustria. O pior país neste ranking é o México, o único que testa menos de um habitante por cada mil.

Imagem

 

 

LEIA TAMBÉM

Coligação “Unidos para Construir o Futuro” repudia vandalização de outdoors do PS em Alvôco das Várzeas

A coligação “Unidos para Construir o Futuro”, liderada por Francisco Rodrigues, “repudiou veementemente” a vandalização …

“Incêndio continua por apagar”

Em comunicado a Maavim volta a lembrar episódio de Outubro de 2017.   “A MAAVIM, …