Home - Educação - Presidente da câmara adverte Instituto Politécnico de Coimbra para os cortes orçamentais que poderão pôr em causa a manutenção da ESTGOH em Oliveira do Hospital

Presidente da câmara adverte Instituto Politécnico de Coimbra para os cortes orçamentais que poderão pôr em causa a manutenção da ESTGOH em Oliveira do Hospital

José Carlos Alexandrino manifestou-se muito cético com as verbas que o Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) vai transferir, no próximo ano, para a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital.

“O corte é muito drástico e pode mesmo pôr em causa o funcionamento da escola. Não quero acreditar que alguém de Coimbra, ou dentro do IPC, queira acabar com a ESTGOH”, afirmou o autarca eleito pelo PS numa entrevista ao “diário As Beiras” (DB).

Salientando que a construção das novas instalações da ESTGOH, cujo projeto já se encontra concluído, é a “primeira prioridade” do seu executivo, Alexandrino pede ao IPC para que seja “solidário” com uma escola que lhe pertence e deixa uma advertência. “Algumas pessoas de Coimbra parece que não percebem isto. Gostava de lhes deixar um recado: nós não vamos desistir. Se alguém pensa que ao não serem atribuídas verbas que permitam o normal funcionamento da escola, ela terá que fechar, estão enganados, porque tudo faremos para que isso não aconteça”, referiu o edil ao DB.

O presidente da câmara, que ao longo destes últimos meses tem vindo a fazer alguns alertas no sentido de que existe um “lóbi” a trabalhar para a deslocalização da ESTGOH para outra cidade do distrito, também sublinha – naquele entrevista – que “Oliveira do Hospital não vai deixar sair a ESTGOH daqui. Isso só aconteceria se não existirem alunos, agora por razões financeiras não vamos deixar sair”, advertiu.

Para 2011, e conforme já foi anunciado pelo presidente da ESTGOH, Jorge Almeida, prevê-se um corte orçamental na ordem dos trinta por cento.

Instado por aquele diário a pronunciar-se sobre o comportamento da oposição – numa altura em que está cumprido o seu primeiro ano de mandato –, Alexandrino diz que “ultimamente os senhores vereadores do PSD têm estado com uma determinada agressividade que não era costume”, enquanto que o movimento ‘Oliveira do Hospital Sempre’ “tem sido construtivo” ao nível da criação de “consensos”.

LEIA TAMBÉM

Alunos de Oliveira do Hospital garantem dois primeiros lugares na sexta edição do Prémio Jorge Paiva

O Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital (AEOHP) destacou-se na sexta edição do “Prémio …

Escolas de Seia do 1º ciclo munidas com novos equipamentos informáticos

As escolas do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas de Seia foram apetrechadas com novos …