Home - Últimas - Presidente da CM de Carregal do Sal esperava “um bocadinho de condescendência” em relação à COVID-19

Presidente da CM de Carregal do Sal esperava “um bocadinho de condescendência” em relação à COVID-19

O presidente da Câmara de Carregal do Sal, Rogério Abrantes, disse hoje que esperava “um bocadinho de condescendência” do Governo para com o seu concelho em relação à covid-19, permitindo que o município tivesse acesso a partir de segunda-feira à nova fase de desconfinamento. “Sabíamos que estávamos acima dos 120 casos por 100 mil habitantes, mas poderia haver um bocadinho de condescendência da parte do Governo em casos como o nosso”, referiu o autarca à agência Lusa.

Rogério Abrantes lembrou que este concelho do distrito de Viseu tem baixa densidade populacional e, “há 15 dias, registava uma taxa de incidência de perto de 270”. “Passámos para uma taxa de incidência de 160. Esperava que houvesse uma abertura, pelo menos nestes 15 dias, até verificar o que é que iria acontecer nos próximos 15 dias”, acrescentou.

Segundo o autarca, há 15 dias o concelho tinha 29 casos ativos, que na quinta-feira já tinham baixado para 18 e, a partir de sábado, “haverá mais recuperados”. “Ao fim destes 15 dias, se os números baixassem, continuávamos com o desconfinamento. Se os números continuassem a subir, então teríamos que tomar uma atitude”, defendeu.

Rogério Abrantes mostrou-se preocupado com o sector da restauração, uma vez que há muitos estabelecimentos do concelho que nem sequer têm hipótese de montar uma espanada. “E o ‘take away’ aqui no Carregal do Sal praticamente não existe”, contou o autarca, rematando que, neste contexto, os restaurantes do concelho “estão há cinco meses praticamente fechados, com consequências muito grandes”.

LEIA TAMBÉM

Homem morreu ontem na sequência num acidente com um tractor no concelho de Seia.

O condutor de um tractor faleceu, ontem, na sequência de um despiste no concelho de …

Pressão da COVID-19 alivia no Carregal do Sal

O concelho do Carregal do Sal teve hoje dois pacientes coma COVID-19 recuperados e não …