Home - Região - Local - Projecto do Parque Eólico Sr.ª das Necessidades entrou em fase de consulta pública

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital tem disponível para consulta pública – desde 9 de Julho e até 12 de Agosto – o Estudo de Impacte Ambiental do...

Projecto do Parque Eólico Sr.ª das Necessidades entrou em fase de consulta pública

…projecto de construção do Parque Eólico de Nossa Sr.ª das Necessidades, em Aldeia das Dez. O mesmo acontece com os parque eólicos de Pedras Lavradas II e Balocas, cuja consulta pública também decorre nos municípios de Seia, Covilhã e Arganil.

A informação – disponibilizada no site da Internet da autarquia oliveirense – dá ainda conta de que a consulta pode ser também efectuada na Agência Portuguesa do Ambiente e Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

As Juntas de Freguesia abrangidas pelo projecto disponibilizam a consulta do Resumo Não Técnico, também disponível em www.apambiente.pt. Foi em Agosto de 2007 que o executivo da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital decidiu aprovar por unanimidade o pedido de viabilidade apresentado pela empresa ENEOP 2 para a instalação de um parque eólico com quatro torres no monte do Colcurinho, em terrenos da freguesia de Aldeia das Dez.

Trata-se do primeiro parque a ser instalado no concelho de Oliveira do Hospital e – segundo o que foi adiantado – a sua construção está prevista para o primeiro trimestre de 2009, num investimento que vai proporcionar um rendimento anual na ordem dos 36 mil euros.

Sublinhe-se que na ocasião, o presidente da Junta de Freguesia, António Dinis regozijou-se com a notícia de que o futuro parque vai significar 36 mil euros anuais. Lembrou que este é um projecto “há muito desejado”, aproveitando para deixar claro que as receitas provenientes do primeiro parque eólico a instalar no concelho serão “aplicadas exclusivamente na freguesia de Aldeia das Dez”, dado que as quatro torres deverão ser instaladas no Monte do Colcurinho, em território afecto à freguesia.

Recorde-se que apesar de aprovada a viabilidade para a sua instalação, o futuro Parque Eólico deu que falar concelho, uma vez que veio contrariar a tese de que em Oliveira do Hospital “os ventos não eram rentáveis” e dar razão ao vereador socialista José Francisco Rolo que há algum tempo se vinha batendo pela aposta na energia eólica. “Oliveira do Hospital é uma terra desventurada”, chegou a ironizar o socialista.

LEIA TAMBÉM

CNE adverte Câmara Municipal de Tábua para que tenha em conta a lei dos deveres de publicitação de informações

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) recomendou ao presidente da Câmara Municipal de Tábua que …

Acidente na unidade da Sonae em Oliveira do Hospital amputou braço a um funcionário

Um acidente de trabalho na unidade industrial da Sonae, em S. Paio de Gramaços, provocou …