Home - Nacional - Protecção Civil emite alerta amarelo devido à chuva, vento e agitação marítima

Protecção Civil emite alerta amarelo devido à chuva, vento e agitação marítima

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu um alerta amarelo para o continente entre as 00:00 de hoje e as 20:00 de sábado devido à previsão de precipitação, queda de neve, agitação marítima e vento forte.

A ANPC informa na sua página na Internet que, face à previsão de mau tempo pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), foi emitido um alerta amarelo, que prevê “ocorrência de fenómenos, que não sendo invulgares, podem representar um dano potencial para pessoas e bens”.
O alerta amarelo “pressupõe também um incremento da monitorização e a intensificação, por parte do dispositivo de resposta, de ações preparatórias para eventuais intervenções”.

No aviso à população publicado quinta-feira no site da Internet, a Proteção Civil alerta para a possibilidade de queda de neve nos 800/1.000 metros nas serras do Gerês, Montesinho, Alvão, Montemuro e Estrela, com maior intensidade entre as 00:00 de hoje e as 20:00 de sábado.

O alerta foi também ativado por causa da agitação marítima forte, com ondulação a variar entre os cinco e os sete metros na costa ocidental, podendo o pico máximo ser temporariamente de dez metros a norte do Cabo Carvoeiro.

Está também prevista precipitação localmente intensa acompanhada de queda de granizo, rajadas fortes, podendo variar entre os 60 e os 100 quilómetros/hora, sendo expectável a ocorrência de fenómenos extremos de vento. De acordo com a ANPC, espera-se que a partir de sábado haja um gradual desagravamento das condições meteorológicas.

Perante o agravamento da situação meteorológica, a Proteção Civil alerta para o piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água, possibilidade de cheias rápidas em meios urbanos e de inundações por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis, danos nas estruturas montadas ou suspensas e possíveis acidentes na orla costeira e quedas de ramos ou árvores.

Por isso, a Proteção Civil recomenda à população a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas, que se adote uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com possíveis lençóis de água e gelo nas estradas, uso de correntes de neve, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve.

É também recomendado cuidado com zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas, fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, ‘placards’ e outras estruturas suspensas, especial precaução na circulação junto de áreas arborizadas, bem como junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas.

A ANPC aconselha ainda a não se praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima, e atenção às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Além do nível amarelo emitido pela ANPC para o seu dispositivo de resposta, o IPMA colocou toda a costa de Portugal continental sob aviso laranja e amarelo e a Madeira a vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, devido à agitação do mar.

Por causa do mau tempo, o Serviço Regional de Proteção Civil (SRPC) e a Capitania do Porto da Madeira emitiram avisos relativos à agitação marítima e ventos fortes no arquipélago até sábado.

ionline.pt

LEIA TAMBÉM

PJ detém suspeita do incêndio que matou idoso em pensão de Coimbra

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, hoje, uma mulher, de 47 anos, em Coimbra, pela presumível …

GNR deteve traficante de estupefacientes no concelho de Oliveira do Hospital

A GNR deteve ontem um homem de 32 anos por tráfico de estupefacientes e posse …