Home - Destaques - Provedor reconduzido quer aumentar e melhorar serviços da Santa Casa da Misericórdia de Galizes

Provedor reconduzido quer aumentar e melhorar serviços da Santa Casa da Misericórdia de Galizes

A assistir à conclusão do trabalhos no novo lar residencial da Santa Casa da Misericórdia de Galizes, Bruno Miranda já trabalha na criação de novas valências no seio da instituição. O provedor tomou ontem posse para um segundo mandato.

Diante da família e amigos da Santa Casa da Misericórdia de Galizes, Bruno Miranda comprometeu-se a levar por diante a sua missão de fazer mais e melhor pela instituição.

Reconduzido no lugar de provedor – as eleições aconteceram no dia 24 de novembro – Bruno Miranda tomou ontem posse para o triénio 2014/ 2016 fazendo um balanço positivo do trabalho feito nos últimos três anos. A prová-lo – como referiu – está o investimento em dotar a instituição de novas tecnologias e equipamentos, bem como na manutenção das instalações da Santa Casa que já têm vários anos e davam sinais de “pouco cuidado”.

Motivo de regozijo para Bruno Miranda é o “aumento significativo das atividades levadas a cabo no seio da instituição. Em patamar bem mais elevado, o provedor coloca, porém, o processo de certificação da qualidade que, bem sucedido, se revelou num “processo complicado pelo esforço suplementar que exigiu a todos os colaboradores e técnicos da Misericórdia”.

Em fase de conclusão – os trabalhos terminam a 31 de março – o novo lar residencial, pela sua dimensão e investimento financeiro – 2,1 milhões de Euros financiados em 75 por cento pelo POPH – é visto como a obra maior do mandato que agora terminou.

“Temo-nos visto a braços com uma gestão muito complicada, mas temos conseguido cumprir as nossas obrigações para com fornecedores e colaboradores”, refere satisfeito o reconduzido provedor que, por esta altura, já estuda as possibilidades de apetrechamento do espaço, por via de concursos a fundos comunitários, devendo a inauguração e entrada e funcionamento no novo lar acontecer até ao final do 1º semestre de 2014.

Ultrapassada parece estar a questão em tornos dos necessários acordos de cooperação destinados a apoiar o apoio prestado aos 41 novos utentes da instituição. “Já tínhamos tido algum eco, no ano anterior, de que o Estado iria dar os acordos e na recente assinatura de novos acordos, o ministro da Solidariedade Social voltou a assinalar a disponibilidade do governo para continuar a apoiar as instituições que prestam apoio a portadores de deficiência”, referiu confiante o responsável.

“Temos intenção de aumentar os serviços com valências inovadoras para o concelho de Oliveira do Hospital”

Reconduzido para um segundo mandato, Bruno Miranda está porém longe de esgotar as suas energias na abertura do novo lar. “Temos intenção de aumentar os serviços com valências inovadoras para o concelho de Oliveira do Hospital”, contou o provedor que se escusou em revelar a futura aposta da instituição, colocando porém de parte a possibilidade criação de unidade de cuidados continuados ou de qualquer outro serviço na área da saúde. Do mesmo modo, Miranda assegurou que as valências que estão a ser pensadas para a Misericórdia de Galizes não estão a ser asseguradas por nenhuma IPSS concelhia, até porque “não fazia sentido agora virmos estragar o trabalho dos outros”. Em causa estarão, no entanto, novos projetos cuja execução dependerá da comparticipação comunitária porque “o novo lar consome muito em termos financeiros”.

Até 2016, Bruno Miranda espera ainda centrar esforços na otimização dos recursos e do pessoal de modo a manter válida a certificação da qualidade e que mais não é do que “reconhecimento da excelência”.

Na hora de reconduzir Bruno Miranda na provedoria da Santa Casa, bem como Manuela Pinto na presidência da Assembleia Geral, a Santa Casa da Misericórdia de Galizes assistiu à saída de de Margarida Calheiros, Lurdes Cabral e Nelso Sanbento dos órgão sociais, a quem o provedor fez referência especial.

Presente da sessão de tomada de posse, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital louvou o trabalho que vem sendo desempenhado pela Santa Casa da Misericórdia de Galizes e voltou a dar conta da disponibilidade da autarquia para apoiar a obra do novo lar residencial. José Carlos Alexandrino não revelou porém o montante a atribuir à instituição.

LEIA TAMBÉM

“José Carlos Alexandrino está na lista negra da Caixa Agrícola”

O candidato da coligação do PSD/CDS-PP disse hoje que o ainda presidente da Câmara Municipal …

“José Carlos Alexandrino está na lista negra da Caixa Agrícola”

O candidato da coligação do PSD/CDS-PP disse hoje que o ainda presidente da Câmara Municipal …