Home - Últimas - PS acusa executivo da CM de Celorico da Beira de lançar remodelação das piscinas sem apoios financeiros garantidos

PS acusa executivo da CM de Celorico da Beira de lançar remodelação das piscinas sem apoios financeiros garantidos

O Partido Socialista de Celorico da Beira assegura hoje, em comunicado, que a Câmara Municipal não tem qualquer candidatura aprovada para a remodelação das piscinas municipais, uma obra que está orçada em cerca de 800 mil euros. Os socialistas explicam que, na reunião de hoje do executivo municipal, quando questionado pelo vereador eleito pelo PS, Albano Marques, sobre a parte financiada pelo Estado e o resultado da candidatura para aquela obra, o Presidente do município informou “que não tem candidatura aprovada”. “Ou seja, caso não arranje financiamento tem que ser a Câmara a suportar na íntegra os 800 mil euros”, constatam os socialistas.
.
“Lamentamos e condenamos este tipo de gestão avulsa, sem um fio condutor e motivada pelo puro eleitoralismo e desespero que o aproximar das eleições autárquicas provoca”, referem, lembrando que quando chegou à presidência da Câmara, Carlos Ascensão encontrou uma candidatura aprovada para a realização das obras de Requalificação das Piscinas Municipais de Celorico da Beira que, nessa altura, era de 266.944,89 mil euros e contava com a comparticipação do FEDER de 95 por cento desse valor, ficando, frisam, o encargo para a Câmara num valor relativamente baixo. “Carlos Ascensão, entendeu na altura, que esse investimento não era prioritário e desistiu da candidatura, como aliás informámos o que considerámos ser uma irresponsabilidade”, acusam.
.
Os socialistas celoricenses dizem ainda que “decorridos três anos e pressionado pela opinião pública, o actual presidente da câmara lançou a Requalificação das Piscinas Municipais, mas com uma particularidade, este investimento irá custar cerca de 800 mil euros, ou seja, três vezes mais do que o inicialmente previsto”.
.
Referindo que também assumiram “o compromisso de fazer a Requalificação das Piscinas” e que o vereador do PS “manteve-se coerente ao votar favoravelmente a realização desta obra”, os socialistas não deixam de criticar a forma como o executivo está a tratar esta empreitada. “Lançar o Concurso Publico para Adjudicação da Empreitada do edifício das Piscinas Municipais de Celorico da Beira com o prazo de conclusão de 250 dias é o mesmo que assumir que o Município agiu de forma irresponsável, uma vez que se trata de dinheiros públicos que, não tendo nenhuma candidatura aprovada, o Município que supostamente ‘estava de tanga’, terá que suportar a totalidade da obra”, concluem.

LEIA TAMBÉM

Autárquicas deste ano com menos cerca de 90 mil eleitores que em 2017

O diploma publicado hoje em Diário da República, com dados obtidos através da base central …

Buscas por criança desaparecida concentradas na zona onde foram encontradas pegadas

As buscas pelo menino com dois anos que desapareceu ontem de manhã, em Proença-a-Velha (concelho …