Home - Outros Destaques - PS de Oliveira do Hospital solidário com líderes autárquicos de S. Gião

PS de Oliveira do Hospital solidário com líderes autárquicos de S. Gião

O PS de Oliveira do Hospital manifestou hoje, em comunicado, a sua solidariedade para com a Junta de Freguesia e a Assembleia de Freguesia de S. Gião, depois do eleito do CDS-PP, Victor Guttierrez, daquela autarquia ter feito saber ontem que vai apresentar uma queixa no Ministério Público por entender que PS local fez avançar uma reunião da Assembleia de Freguesia sem que, previamente, os membros daquele órgão autárquico recebessem a documentação referente aos pontos em deliberação. Os socialistas consideram que se tratou apenas de “um deselegante número político” por parte do elemento do CDS/PP.

“O PS reitera e reforça a confiança política nos Senhores Presidentes da Junta de Freguesia e Assembleia de Freguesia de S. Gião, bem como nos eleitos pelo Partido, que têm o hábito de cumprir, com rigor, as regras democráticas, apresentando trabalho para servir os anseios da população que democraticamente os elegeu, prestando sempre com transparência contas desse trabalho”, referem em comunicado, adiantando que a atitude de Victor Guttierrez revela “má-fé e mero oportunismo político”. Garantem que o Presidente da Assembleia de Freguesia de S. Gião lhe concedeu a possibilidade de suspender temporariamente a reunião daquele órgão autárquico, com vista a que o eleito local em causa pudesse inteirar-se, por completo e em profundidade, dos documentos de Prestação de Contas de 2014, composto por 15 páginas. Asseguram que foi ainda apresentada outra alternativa que passaria por se convocar uma nova Assembleia de Freguesia.

“No entanto, e perante esta atitude democrática, o representante do CDS/PP naquele órgão autárquico preferiu optar por abandonar a sessão da AF, na discussão do ponto relativo aos documentos da Prestação de Contas de 2014, regressando posteriormente para participar nos restantes pontos constantes da Ordem do Dia”, dizem os elementos do PS de Oliveira do Hospital, assegurando que a continuidade dos trabalhos “foi posta à votação da Assembleia de Freguesia, que decidiu pelo seu prosseguimento”.

A concelhia do PS remata frisando que os cidadãos eleitos por este partido para as autarquias de Oliveira do Hospital” não recebem lições de democracia, nem de transparência, nem muito menos de cumprimento da lei”.

LEIA TAMBÉM

Um novo caso de COVID-19 e um recuperado em Oliveira do Hospital

O concelho de Oliveira do Hospital mantém seis casos activos de Covid-19. Desde a última …

Coligação PPD/PSD.CDS-PP de Oliveira do Hospital iniciou pré-campanha com outdoors

A coligação PPD/PSD.CDS-PP de Oliveira do Hospital “Unidos para Construir o Futuro” iniciou hoje as …