Home - Outros Destaques - PSD quer “avenida de risco” em Oliveira do Hospital intervencionada

PSD quer “avenida de risco” em Oliveira do Hospital intervencionada

O PSD de Oliveira do Hospital está preocupado com os números de acidentes que ocorrem na Avenida Dr. António Afonso Amaral. O assunto, foi levantado pela segunda vez em reunião de executivo pelo social-democrata Rui Fernandes o qual salientou que desde Janeiro ou Fevereiro, altura em denunciou o problema já ocorreram naquela via da cidade “pelo menos entre 10 a 12 acidentes, um dos quais com vítimas mortais”.

E Rui Fernandes lamentou a inércia da autarquia neste aspecto e pediu que “se leve este assunto a sério”, salientando que “não adianta limitar-se a acção à colocação de sinais de limitação a 50 km”. Defendeu que uma das soluções pode passar pela colocação de separadores centrais. “Houve uma vítima mortal e uma vítima e os acidentes sucedem-se”, atirou.

O presidente da autarquia, por seu lado, garantiu que “o assunto tem sido levado a sério” e que “estão a ser avaliadas soluções para implementar”. “Estamos a encontrar a melhor solução, para depois avaliar o custo e executar”, assegurou o autarca. Perante esta argumento, Rui Fernandes insistiu que é urgente avançar e não se pode adiar eternamente o problema. “Algo tem de ser feito e é melhor fazer algo, mesmo que não seja a melhor escolha, que não fazer nada durante anos à espera da solução ideal”, frisou.

O também vereador da oposição, Francisco Rodrigues recomendou, por seu lado, “uma consulta a uma empresa de especialidade” para que “sem opiniões formadas e sem conhecimentos históricos” possa realizar “um estudo isento e independente” sobre a intervenção a realizar.

O vice-presidente da autarquia, Nuno Oliveira por seu lado, defendeu “uma intervenção desde a rotunda até ao cruzamento para a EN17 que inclua uma via pedonal”. “É preciso um projecto no seu todo para evitar perda de vidas”, afirmou. Uma opinião partilhada pela social-democrata Sandra Fidalgo que defendeu uma via pedonal e uma “urgente intervenção” na avenida, para salvaguardar os muitos que por ali se deslocam a pé e que correm sérios riscos perante as velocidades praticadas naquela via.

 

LEIA TAMBÉM

CM de Oliveira do Hospital aprova orçamento de 34 milhões, oposição classifica-o de irrealista e incapaz de ir além de uma execução de 50 por cento

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital aprovou, por maioria, em reunião extraordinária, no dia …

Requalificação do Açude da Ribeira recebe mais de 375 mil euros do programa Centro 2020 que aprovou “100 milhões de euros para áreas prioritárias para os cidadãos” 

O Programa Operacional Centro 2020 “aprovou 100 milhões de euros para projectos de qualificação dos …