Home - Desporto - Raul Alarcon conquistou camisola amarela em Oliveira do Hospital e Marcelo Rebelo de Sousa concentrou atenções

Raul Alarcon conquistou camisola amarela em Oliveira do Hospital e Marcelo Rebelo de Sousa concentrou atenções

O espanhol Raul Alarcon (W52-FC Porto) foi hoje a grande figura da Volta a Portugal em bicicleta ao vencer a terceira etapa solidária entre Sertã e Oliveira do Hospital, o que lhe valeu a camisola amarela à chegada a Oliveira do Hospital. Mas, na cidade oliveirense, quem concentrou as atenções foi o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que se associou a esta iniciativa de homenagem às populações atingidas pelos incêndios do ano passado numa tirada que ligou Sertã à cidade oliveirense. O Chefe de Estado chegou umas horas antes, visitou o concelho, incluindo duas praias fluviais, acabando por confessar que “é um prazer ilimitado” estar em Oliveira do Hospital.

Acompanhado sempre de perto pelo ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues e pelo autarca José Carlos Alexandrino, o Chefe de Estado, momentos antes da chegada dos ciclistas, tirou muitas “selfies”, visitou os bombeiros da cidade, conversou com a população, com vítimas dos incêndios e com um dos muitos feridos que sobreviveu aos ferimentos causados pela catástrofe de Outubro. “Este é um dos queimados, esteve muito mal, mas foi muito resistente e hoje está aqui também num acto de solidariedade”, destacava o autarca aos jornalistas, enquanto a vítima cumprimentava Marcelo Rebelo de Sousa que lhe desejou uma rápida recuperação.

Marcelo Rebelo de Sousa mostrou-se agradado com multidão que se encontrava no local onde estava a meta e não se conteve em elogios para com aqueles que conseguiram colocar em pé esta iniciativa. “É impressionante e uma gratidão enorme para com a organização, os ciclistas, porque a ideia de uma etapa pela vida foi espectacular”, referiu o Presidente da República, para quem o esforço dos atletas foi “brutal”. “Esta etapa tem um significado muito especial. A Etapa pela vida, pela solidariedade e com este calor, é duplamente significativa”, sublinhou antes de enaltecer os atletas e a organização.

“O que se está a passar é único. Queria agradecer ao Joaquim Gomes, aos ciclistas todos e ao vencedor que conquistou a camisola amarela. Foi um esforço brutal, às piores horas com as temperaturas mais elevadas. Também isso foi um sinal de solidariedade. A volta é nacional e isso significa que todo o Portugal está a vibrar com esta região”, rematou.

Raul Alarcon Alarcon, que venceu a prova em 2017, cumpriu os 195,3 quilómetros da etapa em 4h43 minutos, superando em 30 segundos o segundo classificado, o seu compatriota Vicente de Mateus (Aviludo-Louletano), corredor que ocupava o segundo posto da geral à partida para a etapa. O terceiro lugar foi para Joni Brandão (Sporting-Tavira), corredor que ocupa a mesma posição da geral, a 40 segundos do líder.

LEIA TAMBÉM

Filme sobre a Bobadela seleccionado para concurso na Croácia (ver o filme aqui)

O Centro Interpretativo de Bobadela é tema de um filme que tem por título “Splendissima …

Oliveirense é concorrente no “Big Brother – A Revolução”

O oliveirense Rui Figueiredo, empresário de 35 anos, é um dos participantes do programa da …