Home - Região - Freguesias - Rotary Club vai oferecer cadeira de rodas ao Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira

Rotary Club vai oferecer cadeira de rodas ao Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira

 

O Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira foi a primeira Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) a ser contemplada com a visita do Rotary Club de Oliveira do Hospital.

Realizada na manhã da passada sexta-feira, 16 de Abril, a iniciativa designada por “visita de cortesia” teve o objectivo de “dar visibilidade ao Rotary Club, mostrar que está presente e que pode ter um papel interventivo”.

“Também queremos conhecer as IPSS e definir um conjunto de iniciativas, no sentido de ajudar a resolver alguns constrangimentos que possam existir”, afirmou o presidente do Rotary Club ao correiodabeiraserra.com, adiantando que no caso concreto do Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira, foi detectada a necessidade de cadeiras de rodas para a deslocação dos utentes.

“O Rotary Club já se prontificou para oferecer uma cadeira de rodas”, adiantou Carlos Carvalheira, garantindo que o equipamento no valor de cerca de 260 Euros deverá ser entregue à instituição até ao mês de Julho, data em que termina o seu mandato na presidência da estrutura rotária.

Verificando que “com esta iniciativa já houve uma acção na resolução de constrangimentos”, Carlos Carvalheira sublinhou a importância de se continuar a promover visitas semelhantes a outras IPSS. Na agenda do Rotary Club de Oliveira do Hospital – constituído por 14 elementos – já constam mais duas visitas, marcadas para 28 de Maio e 2 de Julho, à Fundação Aurélio Amaro Diniz e Centro de Recreio e Convívio de Alvôco de Várzeas, respectivamente.

“Com a nossa presença podemos despertar na sociedade que estamos no terreno e que podemos ajudar”, continuou Carlos Carvalheira, dando conta de outras iniciativas já realizadas, como a entrega de roupa às IPSS na quadra natalícia e de 800 Euros aos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital para aquisição de um desfibrilhador, em Novembro.

“Temos um papel intermediário de pedir junto de pessoas que têm possibilidade para ajudar os mais carenciados”, referiu Carvalheira, destacando a “sensibilidade social” do Rotary Clube na “ajuda aos mais desfavorecidos”. Para o presidente rotário “é bom que haja esta entreajuda e cooperação”.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD a Travanca promete “um presidente para todos os dias e não apenas para o fim-de-semana”

O PSD apresentou ontem publicamente a lista candidata à Assembleia de Freguesia de Travanca de …

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …