Home - Região - Oliveira do Hospital - Rotunda em Ervedal da Beira, uma armadilha fatal para pneus e jantes

Rotunda em Ervedal da Beira, uma armadilha fatal para pneus e jantes

A rotunda da Rua da Lagarteira, na Avenida Nova, em Ervedal da Beira, concelho de Oliveira do Hospital, transformou-se numa armadilha fatal para os pneus e jantes das viaturas que circulam por aquela via. O condutor ao contornar aquela rotunda, alvo de uma intervenção recente, vê uma espaço perfeito. Sem qualquer obstáculo. Mas quem desconhece o terreno, não se apercebe que existe uma cratera na berma e que já entra na faixa de rodagem, acabando por fazer cair lá uma roda, destruindo normalmente o pneu. Mais à frente, quando o condutor se vê obrigado a parar, é natural ouvir a quem já assistiu a alguns destes episódios dizer: “mais um”.

O caso foi abordado na última reunião do executivo quando o vereador do PSD, João Paulo Albuquerque, chamou a atenção para esta situação, precisamente numa altura em que se discutia o pagamento de algumas indemnizações a viaturas danificadas por equipamentos da responsabilidade do município. O presidente da autarquia ficou surpreendido com este caso, assegurando que o desconhecia e lamentou que nenhuns dos seus serviços lhe tenha reportado este caso, assegurando que vai tratar rapidamente de resolver o problema.

“Desconhecia por completo essa situação, mas a obra está em prazo de garantia e a responsabilidade pode ser assacada à empresa que realizou a empreitada. Lamento que os meus serviços não me tenham dado conhecimento desse facto”, explicou José Carlos Alexandrino, assegurando que irá rapidamente tomar providências para reparar uma situação que, no entender do social-democrata João Paulo Albuquerque, é lamentável que exista. O vereador diz mesmo que apenas não têm existido consequências além dos prejuízos materiais porque as viaturas circulam naquela zona a uma velocidade reduzida. 

“O problema é que com as chuvas a tendência é para a cratera aumentar e causar problemas maiores”, explicou João Paulo Albuquerque, frisando que o número de danos não é maior porque muitos dos que por ali passam já conhecem e desviam-se daquela parte do piso. “Mas aquela obra tem de ser reparada o quanto antes, para não continuar a servir de armadilha a quem não conhece bem a estrada. Os serviços municipais deveriam estar mais atentos”, rematou.

LEIA TAMBÉM

Fernando Tavares Pereira testou positivo à COVID-19

O empresário Fernando Tavares Pereira contraiu a COVID-19, encontrando-se actualmente em casa, praticamente assintomático. Fernando …

Confraria promove Bolos, Doces, Aguardentes e Licores de Ervedal da Beira

A Confraria dos Bolos, Doces, Aguardentes e Licores de Ervedal da Beira realiza no próximo …