Home - Outros Destaques - Sabugal paga em três dias, Tábua entre seis meses a um ano e tinha mais de um milhão em atraso

Sabugal paga em três dias, Tábua entre seis meses a um ano e tinha mais de um milhão em atraso

O concelho do Sabugal está entre o restrito número de autarquia que pagam as dívidas aos seus fornecedores inferior a três dias. Os dados são do Conselho das Finanças Públicas que sublinha que existem mais algumas autarquias que seguem o caminho do Sabugal. Já o município de Tábua surge entre aqueles quem que o prazo de pagamento está entre aqueles que demoram entre seis meses e um ano e segundo o relatório tinha ainda, no final de 2019, pagamentos em atraso superiores a um milhão de euros.

As restantes câmaras com prazo médio de pagamento inferior a três dias são Sabrosa, Azambuja, Ferreira do Zêzere, Santa Cruz da Graciosa, Lisboa, Castanheira de Pêra, Arronches, Calheta (S. Jorge), Corvo, Murtosa, Cadaval, Almeirim, Vouzela, Miranda do Douro, Santana, Vila Real, Nordeste, Valpaços, Alcoutim, Pampilhosa da Serra e Montijo. Já no grupo de Tábua encontram-se mais 15 Câmaras: Ourique, Freixo de Espada à Cinta, Penafiel, Tábua, Alpiarça, Caminha, Peso da Régua, Vila Real de Santo António, Tarouca, Lamego, Figueiró dos Vinhos, Moimenta da Beira, Setúbal, Mirandela, Vidigueira e Paredes.

De acordo com o organismo presidido por Nazaré Costa Cabral, no final do ano passado “quase dois terços dos municípios portugueses apresentavam um prazos médios de pagamento (PMP) inferior a 30 dias, ascendendo a mais de quatro quintos aqueles em que este indicador era menor que 60 dias”. Contudo, refere, o número de municípios com um PMP superior a 90 dias terá subido em 2019: “Enquanto em 2018 se observou uma redução do número de municípios neste escalão, em 2019 a informação ainda provisória aponta para uma inversão da trajetória prosseguida pelos municípios nos últimos anos”, sustenta.

LEIA TAMBÉM

Dois novos casos de COVID-19 e pacientes descem para 12

O número de casos activos de COVID-19 em Oliveira do Hospital baixou para 12, apesar …

Fernando Tavares Pereira assegura que José Carlos Alexandrino “mente” no processo do posto de combustível do Chão da Bispa e mostra documentos

Fernando Tavares Pereira acusa Alexandrino de “mentir” no processo do posto de combustível, sublinhando que …