Home - Últimas - Sabugal vai receber central de energia eólica e fotovoltaica

Sabugal vai receber central de energia eólica e fotovoltaica

O concelho do Sabugal pode receber uma central que combina a produção de energia eólica e fotovoltaica, envolvendo um investimento de 200 milhões de euros. A informação foi avançada ontem pelo presidente do município, Vítor Proença, sublinhando que o projecto está agora a dar os primeiros passos, mas não volta atrás.

“Vamos ter um projecto, que está neste momento a iniciar, que talvez seja o maior projecto da zona Centro em termos de uma central com um misto de fotovoltaica e eólica no concelho, na zona de Valverdinho, que poderá ter um investimento à volta dos 200 milhões de euros”, referiu o autarca à comunicação social, à margem da sessão de inauguração da 5.ª edição da ENERTECH – Feira das Tecnologias para a Energia, que decorre até amanhã, com o tema “Desafios da transição energética”.

O investimento projectado para a zona de Valverdinho, na área da Freguesia de Casteleiro, segundo o autarca, será “o mote” para o concelho do Sabugal se afirmar no mercado, na área das energias renováveis. A empresa que vai concretizar o projecto ficou posicionada em primeiro lugar num leilão de energia e a unidade terá uma capacidade de produção de 45 megawatts.

“É uma realidade que nós temos que acarinhar e apadrinhar com toda a nossa vontade”, disse o responsável, acrescentando que a futura central irá ocupar uma área de cerca de 300 hectares. Quanto a mais-valias para o município, o autarca admite que irá fazer “mexer a economia local”, favorecendo a criação de empresas de prestação de serviços e criando postos de trabalho indirectos.

LEIA TAMBÉM

Rui Rio escolheu Gustavo Duarte como cabeça de lista pelo distrito da Guarda e Mónica Quintela por Coimbra

O ex-presidente da CM de Vila Nova de Foz Côa Gustavo Duarte vai ser o …

Arganil aposta em orçamento superior a 24 milhões de euros para 2022 e devolve IRS aos munícipes

O orçamento municipal de Arganil para 2022, no valor de aproximadamente 24 milhões e 400 …