Home - Desporto - Sampaense surpreendente supera Benfica em Oliveira do Hospital

Sampaense surpreendente supera Benfica em Oliveira do Hospital

Nem mesmo uma prolongada paragem, motivada por uma avaria no marcador, arrefeceu a inspiração e o ritmo dos jogadores do Sampaense, que fazendo uso do contra-ataque, bem como do tiro exterior, impuseram a segunda derrota aos encarnados nesta fase regular.

O Benfica a meio do último período ainda conseguiu passar para o comando, mas depois de alguns minutos de alternância na liderança, o Sampaense foi a equipa mais esclarecida nos momentos finais do jogo.

Durante a primeira parte a equipa de S. Paio de Gramaços comandou a marcha de marcador, chegando mesmo a liderar por 10 pontos de diferença já durante o 2º período (40-30). O Benfica reagia, contrapondo à maior versatilidade do adversário a exploração do jogo interior, onde tinha vantagem de peso e estatura.

Quando as duas equipas estavam separadas por cinco pontos (45-40), favoráveis à equipa da casa, o jogo foi interrompido resultante de uma avaria do marcador. Após longos minutos de espera com as duas equipas a tentarem vencer o frio, o jogo foi retomado sem que nada se alterasse até ao intervalo, já que o Sampaense recolheu aos balneários na frente do marcador (48-42). Os encarnados revelavam problemas defensivos, nomeadamente as situações de contra-ataque, penetrações em drible e tiro de três, armas utilizadas pela equipa treinada por João Jaime Moutinho para se destacar para vantagens na casa das dezenas (61-49).

Mas mesmo assim, e até final do 3º quarto, o Benfica volta a revelar capacidade de sofrimento e reentra na discussão do jogo ao terminar o período a perder por 4 pontos de diferença.

Foi a fase do jogo em que surgiu, vindo do banco, o base Diogo Carreira, (21 pontos e 2 assistências) que durante largos minutos da segunda parte assumiu a responsabilidade ofensiva da equipa lisboeta, com as suas bombas de três a revelarem-se determinantes para contrariar a zona 2×3 montada pelo adversário, permitindo mesmo que os encarnados dessem a volta ao resultado sensivelmente a meio do 4º período (74-73).

O Sampaense, a jogar com três pequenos bases, aumentou a sua agressividade defensiva, uma aposta recompensada pelos turnovers provocados na equipa liderada por Carlos Lisboa, e foi com um triplo de Brian Addison (25 pontos e 6 ressaltos) que o Sampaense voltou em definitivo ao comando do jogo.

Nos últimos minutos o base João Reveles (17 pontos, 7 assistências e 6 ressaltos), tal como fez ao longo de todo o encontro, estabilizou a equipa do Sampaense em termos ofensivos, gerindo na perfeição a posse de bola, já que sabia que o tempo jogava a seu favor.

Destaque ainda para as exibições no conjunto de S. Paio de Gramaços de Ivan Almeida (20 pontos, 5 roubos de bola, 3 ressaltos e 2 assistências), MVP do jogo, um jogador fino, com uma enorme capacidade atlética e que protagonizou alguns dos melhores momentos desta partida.

A dupla de postes dos encarnados, formada por Elvis Évora (19 pontos e 8 ressltos) e Fred Gentry (13 pontos e 6 ressaltos) cumpriu de algum modo em termos ofensivos, embora tenha experimentado dificuldades defensivas para se adaptar á versatilidade dos jogadores que defendiam.

In fpb.pt

LEIA TAMBÉM

Rali de Portugal vai ter passagens pela Lousã, Góis, Arganil e Mortágua

O Rali de Portugal, que vai decorrer de 21 a 23 de Maio, regressa à …

Oliveirense José Carlos Pinto eliminado nos 1500 metros dos europeus de atletismo de pista coberta a decorrer na Polónia

O atleta oliveirense José Carlos Pinto foi hoje eliminado nas provas de apuramento para a …