Home - Destaques - Suspeito de desfalque na Secundária encontrado sem vida num poço em Lagos da Beira

Suspeito de desfalque na Secundária encontrado sem vida num poço em Lagos da Beira

O ex tesoureiro da Escola Secundária que, há cerca de um ano, entrou em processo disciplinar por suspeita de desviar  “largos milhares de euros” foi, esta manhã, encontrado sem vida num poço em Lagos da Beira. Manuel Dinis tinha, esta manhã, interrogatório marcado no Tribunal de Oliveira do Hospital.

O corpo de Manuel Dinis, 61 anos, foi encontrado pela própria esposa e um popular de Lagos da Beira a meio da manhã, cerca das 11h30, num poço de grande profundidade, localizado em terreno próximo da Igreja.

Aliás, terá sido à porta da Igreja que o sexagenário foi avistado pela última vez, onde se terá deslocado antes de marcar presença no interrogatório para que tinha sido intimado esta manhã no Tribunal de Oliveira do Hospital, no âmbito do processo judicial em que era apontado como o principal suspeito do desvio  de “largos milhares de Euros”  – presume-se mais de 100 mil Euros – ocorrido às contas da Escola Secundária de Oliveira do Hospital nas últimas duas décadas.

Manuel Dinis acabou porém por não comparecer à chamada do Ministério Público, tendo estado durante algum tempo em paradeiro incerto. O carro e os pertences pessoais deixados no recinto da Igreja terão dado o sinal de alerta à esposa que o viria a encontrar sem vida no poço sito em propriedade da Igreja.

Os Bombeiros de Oliveira do Hospital procederam à retirada do corpo, tendo o óbito sido confirmado no local pela Delegada de Saúde Pública. O corpo de Manuel Dinis seguiu para o Instituto de Medicina Legal. Na operação, os bombeiros foram apoiados por uma viatura de operações especiais, pela viatura INEM e a SIV de Seia. A GNR tomou conta da ocorrência.

Ao início da tarde, o sentimento era de consternação entre os populares que pese embora a suspeita de desfalque que recaía sobre Manuel Dinis, o tinham em “boa conta”, sendo pessoa estimada por toda a comunidade.

O sexagenário encontrava-se há cerca de um ano suspenso das suas funções de tesoureiro na secretaria da Escola Secundária. Desde essa data que Manuel Dinis deu sinais de maior isolamento no que à vida social diz respeito, mantendo porém a sua prática religiosa, pelo que nada fazia prever o trágico desfecho. “Ainda ontem proferiu a celebração da palavra”, comentava há instantes uma jovem da freguesia, referindo-se ao sexagenário como uma pessoa “muito querida e respeitadora”.

anuncioseixo

LEIA TAMBÉM

médicos

Utentes de Nelas exigem reabertura da urgência e melhores serviços de saúde

Uma centena de utentes do centro de saúde de Nelas exigiu hoje a reabertura das …

Edição de 2021 do Rali de Tábua cancelada devido a calendário sobrecarregado

A edição de 2021 do Rali de Tábua, previsto para 13 e 14 de Novembro, …