Home - Últimas - Suspeito de violência doméstica em prisão preventiva depois de ameaçar companheira e filho de morte

Suspeito de violência doméstica em prisão preventiva depois de ameaçar companheira e filho de morte

Um homem de 64 anos, residente no concelho de Pinhel, no distrito da Guarda, ficou em prisão preventiva após ser detido pela GNR por suspeita de violência doméstica sobre a companheira e o filho. Comando Territorial da GNR da Guarda referiu, em comunicado, que o suspeito foi detido, na terça-feira, através do Posto Territorial de Pinhel.

“Na sequência de uma denúncia de violência doméstica, os militares da Guarda deslocaram-se para o local, onde foi possível apurar que o agressor ameaçou de morte a vítima, sua companheira, de 62 anos, bem como o filho, de 44 anos, chegando a agredi-lo com uma arma branca, nomeadamente uma catana”, informou a GNR. Segundo a fonte, “no decorrer da acção, e na presença da Guarda, enquanto decorriam as diligências policiais, o agressor voltou a evidenciar um comportamento agressivo, culminando na sua detenção”.

O detido foi presente a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Pinhel, na quarta-feira, que lhe aplicou a medida de coacção de prisão preventiva.

LEIA TAMBÉM

Acidente mortal no IC3 obrigou ao encerramento do trânsito

Uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas na sequência de uma colisão frontal entre …

Mónica Quintela diz que os deputados eleitos pelo PSD vão “alavancar o distrito de Coimbra”

A cabeça de lista do PSD por Coimbra mostrou-se hoje convicta que o PSD poderá …