Home - Educação - Tatiana Abreu é a nova presidente da Associação de Estudantes da ESTGOH

Tatiana Abreu é a nova presidente da Associação de Estudantes da ESTGOH

 

A aluna de Administração e Finanças, Tatiana Abreu, mobilizou a preferência de voto dos alunos que, no dia 21 de janeiro, foram convidados a eleger a nova Associação de Estudantes (AE) da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH).

A encabeçar um projeto com o qual pretende dar continuidade ao trabalho já realizado no mandato anterior – Tatiana integrou a anterior AE como vice-presidente e, posteriormente como presidente – a aluna derrotou a lista C, liderada pelo colega de Engenharia Civil, Tiago Moreira.

Com 21 anos e natural de Almada, Tatiana Abreu venceu o ato eleitoral com um total de 151 votos, mais 60 que a lista adversária.

A reduzida participação de estudantes no ato eleitoral não surpreendeu a aluna que, ao correiodabeiraserra.com justificou tal realidade com o facto de a eleição ter ocorrido numa sexta-feira, dia em que muitos alunos rumam até às suas localidades de origem.

Para além disso, destacou o facto de a escola ser frequentada por muitos alunos trabalhadores-estudantes que não terão tido disponibilidade para votar. “Nas presidenciais também houve grande abstenção”, comparou a aluna.

Porque entende que no anterior mandato realizou “um trabalho bastante bom”, Tatiana Abreu decidiu avançar com uma candidatura. A este diário digital destacou o projeto IPJ, as doações de sangue e de medula, bem como as consultas dentárias, de psicologia e psiquiatria que a AE conseguiu disponibilizar em Coimbra, com o apoio do Instituto Politécnico de Coimbra.

Para além destes projetos, a aluna de Administração e Finanças destaca também outros de índole cultural, igualmente importantes para os alunos da escola, como sejam a Semana Académica, o baile de gala e a receção ao caloiro.

Legitimamente eleita, Tatiana Abreu toma posse dia 31 de janeiro, mas ao correiodabeiraserra.com não deixou de lamentar a existência de “boatos e provocações” dirigidos à sua pessoa e que acabaram por marcar negativamente o período de campanha. “As pessoas em vez de se preocuparem com as ideias, preferiram inventar boatos”, referiu.

LEIA TAMBÉM

Eventual fecho de escolas será decidido amanhã pelo Conselho Nacional de Saúde Pública

A possibilidade de fechar todas as escolas no país para travar o surto de coronavírus …

Câmara de Seia investe 750 mil euros na educação

A Câmara Municipal de Seia vai realizar um investimento de 750 mil euros durante este …