Home - Últimas - Testes permitem “reforçar medidas de prevenção” e “dos 255 novos casos em Lisboa e Vale do Tejo, 101 provêm da operação de rastreios”

Testes permitem “reforçar medidas de prevenção” e “dos 255 novos casos em Lisboa e Vale do Tejo, 101 provêm da operação de rastreios”

A ministra da Saúde, Marta Temido, esclareceu hoje que “dos 255 novos casos em Lisboa e Vale do Tejo, 101 provêm da operação de rastreios” que estão a ser realizados “na Área Metropolitana de Lisboa”. O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, por seu lado, sublinhou que os rastreios na região de Lisboa “têm propósitos específicos” e permitem “reforçar medidas de prevenção de riscos” em sectores específicos.

Os rastreios feitos apontam no mesmo sentido: o resultado dos casos positivos sobre o total de casos não é assim tão distinto do que é a norma na região”, “há uma uma maior incidência num sector, da construção civil”. “Testes permitem focar a nossa acção”, argumenta Duarte Cordeiro que diz que “se torna mais importante continuar na necessidade de respostas rápidas na identificação de um caso positivo”.

Sobre o número de novos casos no Norte (mais 54 doentes) e no Centro (mais 24 contágios), a ministra da Saúde também explicou que nem todos correspondem a pessoas infectadas nas últimas 24 horas. “Alguns correspondem a notificações que foram seguidas pelas autoridades de saúde mas não estavam registadas nas bases de dados”, sustentou a governante.  No país, após ter sido divulgado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) que, nas últimas 24 horas, foram registados mais 342 casos confirmados e cinco mortos associados ao novo vírus, em Portugal.

LEIA TAMBÉM

Carlos Monteiro quer municípios da CIM Coimbra articulados no PRR

O Conselho Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal (CEDI) esteve hoje reunido na CIM Região de Coimbra, …

 Colisão provoca três feridos em Candosa, concelho de Tábua

Uma colisão em Candosa, concelho de Tábua, provocou três feridos. O acidente ocorreu, pelas 18h20, …