Home - Últimas - Tondela apoia microempresas de comércio e serviços a sobreviver à COVID-19

Tondela apoia microempresas de comércio e serviços a sobreviver à COVID-19

O município de Tondela anunciou ontem um pacote de medidas de apoio às microempresas de comércio e serviços do concelho, que tenham encerrado temporariamente devido à conjuntura provocada pela pandemia da covid-19. Segundo o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, estes apoios extraordinários têm como objetivo minimizar os impactos negativos da covid-19 na atividade económica do concelho e da população.

“Acreditamos que irão contribuir para a preservação do comércio local e serviços, garantindo a manutenção destes postos de emprego, e reduzir o risco de não reabertura de alguns destes estabelecimentos”, refere o autarca, em comunicado. José António Jesus considera que se trata de “um apoio ambicioso, mas necessário e justo, face à vulnerabilidade económica e aos encargos que essas lojas e serviços terão de cumprir”.

A autarquia explica que “poderá ser acionado apoio ao pagamento de 50% da renda mensal, com limite de 200 euros por mês, referentes aos meses de março e abril, dos estabelecimentos comerciais e de serviços, enquadrados em microempresas, que tenham estado fechados na sequência da declaração de Estado de Emergência”. No que respeita “aos estabelecimentos que estiveram com atividade suspensa na área do comércio a retalho ou serviços que não sejam de transformação”, ou que a tenham tido reduzida, “será também atribuído o apoio de 50% de uma renda mensal”, com o mesmo limite mensal.

“Também as microempresas de comércio e serviços do concelho que tenham a decorrer um empréstimo bancário, por terem adquirido instalações próprias, poderão solicitar uma comparticipação de 50% de uma prestação mensal”, com o mesmo limite, acrescenta. A autarquia esclarece que “esta medida não pode ser cumulativa com igual apoio obtido junto de instrumentos de outros organismos da administração central” e que este apoio “implica que o estabelecimento mantenha a sua atividade, pelo menos, até final do presente ano civil”. “As microempresas de comércio e serviços do concelho que encerraram temporariamente terão igualmente ajudas na tarifa da água e saneamento e resíduos sólidos urbanos”, acrescenta.

LEIA TAMBÉM

Rui Rio escolheu Gustavo Duarte como cabeça de lista pelo distrito da Guarda e Mónica Quintela por Coimbra

O ex-presidente da CM de Vila Nova de Foz Côa Gustavo Duarte vai ser o …

Arganil aposta em orçamento superior a 24 milhões de euros para 2022 e devolve IRS aos munícipes

O orçamento municipal de Arganil para 2022, no valor de aproximadamente 24 milhões e 400 …