Home - Últimas - Um homem de Coimbra é dado como morto pelo Estado e fica sem acesso a medicamentos

Um homem de Coimbra é dado como morto pelo Estado e fica sem acesso a medicamentos

Mário Silva, de 68 anos, residente em Coimbra, descobriu que está dado como morto pelo Serviço Nacional de Saúde, avança a CMTV. O utente descobriu o seu estatuto perante o Estado quando o médico lhe tentou prescrever uma receita e o sistema não permitiu, apresentando a indicação de “utente falecido”. Está morto para o sistema, mas desconhece como tal aconteceu.

“Sou diabético, tenho problemas de tensão arterial e preciso de medicamentos para estabilizar a minha patologia, mas, como estou morto, o médico não consegue passar a receita”, lamenta o utente. Mário Silva referiu à CMTV que as consequências possam ser ainda mais graves, como o corte da reforma. O jornal Correio da Manhã conta a totalidade da história.

Foto: CMTV

LEIA TAMBÉM

Rui Rio escolheu Gustavo Duarte como cabeça de lista pelo distrito da Guarda e Mónica Quintela por Coimbra

O ex-presidente da CM de Vila Nova de Foz Côa Gustavo Duarte vai ser o …

Arganil aposta em orçamento superior a 24 milhões de euros para 2022 e devolve IRS aos munícipes

O orçamento municipal de Arganil para 2022, no valor de aproximadamente 24 milhões e 400 …