Home - Últimas - Universidade da Beira Interior investiga formas de melhorar produção de mirtilo

Universidade da Beira Interior investiga formas de melhorar produção de mirtilo

A Universidade da Beira Interior (UBI) está a desenvolver um estudo que pretende melhorar a produção de mirtilo, através da aplicação de bactérias como biofertilizantes, anunciou hoje aquela instituição da Covilhã, distrito de Castelo Branco. A UBI explica que este trabalho está a ser desenvolvido no âmbito do projecto BIOLACVAC, a decorrer no Centro de Investigação em Ciências da Saúde (CICS-UBI), em parceria com uma empresa produtora de mirtilo do concelho da Covilhã.

De acordo com a informação, o estudo já está a ser realizado, estando os investigadores responsáveis (Gilberto Alves e José David) a avaliar o aperfeiçoamento dos recursos do solo, nomeadamente a utilização de bactérias que habitam à volta da planta para perceberem a influência das bactérias no aumento da concentração de compostos antioxidantes deste pequeno fruto de alto valor.

“O projecto BIOLACVAC procura não só saber como se desenvolve a interacção planta-bactéria, mas também criar novas oportunidades em territórios do interior de Portugal, onde o estabelecimento de uma agricultura moderna e sustentável é uma possibilidade real de criação de empregos”, acrescenta a nota, que cita os investigadores.

LEIA TAMBÉM

Casos de COVID-19 sobem em Seia e Manteigas

O concelho de Seia registou nos últimos três dias mais quatro casos de COVID, subindo …

PJ faz buscas em Gouveia e Viseu na operação “Trapos”

A Polícia Judiciária, em equipa mista com a Direcção de Finanças do Porto, realizou uma …