Home - Sociedade - Universidade de Aveiro desenvolve protótipo de jogo online para prevenir violência no namoro entre adolescentes

Universidade de Aveiro desenvolve protótipo de jogo online para prevenir violência no namoro entre adolescentes

Sensibilizar adolescentes e jovens para o tema da violência no namoro é o principal objetivo do jogo online UnLove. Desenvolvido por estudantes do Departamento de Comunicação e Arte (DeCA) da Universidade de Aveiro (UA), este é um jogo online de acesso gratuito em que os participantes, através de diferentes ‘avatars’, podem vivenciar e aprender a gerir situações de conflito, abuso ou violência física e psicológica entre os elementos do casal.

O UnLove (http://unlove.web.ua.pt/) permite que os participantes, depois de escolherem entre uma relação hetero ou homossexual, personificarem a personagem com a qual pretendem jogar e entrem num jogo de base narrativa ao longo da qual poderão experimentar e testemunhar diferentes situações de violência no namoro.

“Trata-se de um paradigma que parte do pressuposto de que existem diferentes cenários, visões e dimensões no fenómeno”, aponta Margarida Almeida, professora do DeCA. A coordenadora do projeto, um desafio lançado pelo Movimento Democrático de Mulheres, diz que “o jogo UnLove pretende constituir-se como uma ferramenta de educação e promoção para a saúde e de apoio à intervenção social e educativa na área da prevenção e sensibilização para a Violência no Namoro”.

Margarida Almeida acrescenta ainda que com o UNLOVE “pretende-se que os jovens adquiram conhecimentos acerca do fenómeno, aprendam a reconhecer situações íntimas abusivas e desenvolvam competências que lhes permitam gerir uma situação de violência”.

“Sabemos que a prevenção e sensibilização para a Violência no Namoro devem ser, preferencialmente, operacionalizadas em medidas de prevenção primária, direcionadas diretamente para os adolescentes e jovens em contexto escolar. As escolas e as universidades são, portanto, espaços de intervenção privilegiados, já que nos permitirão chegar junto desse público”, aponta Margarida Almeida.

Ainda em fase experimental, o protótipo do jogo produzido pelos estudantes Sara Ramos, Luís Almeida, Luís Monteiro e Daniela Santos, da Licenciatura em Novas Tecnologias da Comunicação, foi apresentado, em Junho, um pedido de financiamento à “call for Research and Development Projects for the UT Austin | Portugal Program”. A preparação desta candidatura contou com a colaboração, para além de colegas da Universidade de Austin-Texas, de uma equipa multidisciplinar da UA, com investigadores dos departamentos de Comunicação e Arte, Educação e Línguas e Culturas. “O que desejamos é dar continuidade ao protótipo desenvolvido, produzindo uma versão final do jogo que possa ser validada junto do público-alvo a que se destina e que se possa constituir como uma efetiva ferramenta de apoio à intervenção social e educativa na área da prevenção e sensibilização para a Violência no Namoro”, concluiu Margarida Ameida.

LEIA TAMBÉM

GNR deteve traficante de estupefacientes no concelho de Oliveira do Hospital

A GNR deteve ontem um homem de 32 anos por tráfico de estupefacientes e posse …

O Tabuense e Maavim entregam primeiras ajudas à Santa Casa da Misericórdia de Tábua

O jornal “O Tabuense” e o Movimento Associativo Apoio Vítimas Incêndio Midões (Maavim) deram hoje …